(Z1) 2022 - CM de Vila do Bispo - Birdwatching
(Z4) 2022 - Projecto Águas Sem Fronteiras

Ténis: Fred Gil e Gonçalo Falcão nas finais de singulares do Campeonato do Mundo Individual de Veteranos

Finais de pares masculinos e pares mistos também ganharam representantes portugueses
Ténis: Fred Gil e Gonçalo Falcão nas finais de singulares do Campeonato do Mundo Individual de Veteranos

Os portugueses Fred Gil e Gonçalo Falcão carimbaram, esta quinta-feira, os respetivos apuramentos para as finais de singulares de +35 e +30 do Campeonato do Mundo Individual de Veteranos, torneio organizado pela Federação Portuguesa de Ténis e a Federação Internacional de Ténis no Complexo de Ténis do Jamor, em Oeiras. Na mesma jornada, outras três finais (de pares) ganharam protagonistas portugueses.

Primeiro cabeça de série e grande candidato ao título de singulares masculinos +35, Fred Gil garantiu a presença na final com uma vitória por 4-6, 6-3 e 7-6(2) sobre o indiano Ranjeet Virali-Murugesan.

Anunciado como vencedor após mais de três horas de encontro e sob o olhar atento de vários espetadores, o ex-número 62 do ranking ATP recuperou de uma desvantagem de 2-4 na última partida (com ponto para duplo break).

Gil, que foi vice-campeão mundial em Umag no ano de 2021, vai discutir o título de 2022 com Tony Holzinger. O alemão também precisou de três sets para superar o ucraniano Viacheslav Siedoplatov por 7-6(5), 4-6 e 6-2.

Já Gonçalo Falcão, marcou de forma bem mais tranquila um lugar na final de singulares masculinos do escalão +30: 6-3 e 6-0 foram os números da vitória contra Jens Janssen, da Alemanha, que lhe permitiram agendar um derradeiro frente a frente com Ivan Korol (6-4 e 6-4 ao polaco Pawel Dzikiewicz).

As duas finais acontecerão no sábado, mas quer Gil, quer Falcão têm compromissos agendados para sexta-feira, isto porque também foram felizes nos pares.

Gil precisou de lutar ao lado de Rita Freitas, com quem celebrou o apuramento para a final de pares mistos +35 com um triunfo por 2-6, 6-4 e 11-9 perante os argentinos Jesica Soledad Orselli e Javier Ottaviani.

Os portugueses são os primeiros cabeças de série e vão lutar pelo título (não antes das 15h30) contra os alemães Steffi Bachofer e Tony Holzinger, segundos pré-designados. Mas primeiro Freitas e Bachofer estarão frente a frente na final de singulares femininos +35, marcada para as 9h30 no Court Central.

Quanto a Gonçalo Falcão, celebrou não uma, mas duas vitórias nesta variante: primeiro com Tony Holzinger, por 6-1, 6-7 e 10-4 frente aos espanhóis Roger Ordeig e Jaume Santo-Valdivieso para marcar presença na final de pares masculinos (não antes das 11h) contra Ivan Korol e Alexander Tolkachev; e depois ao lado da norte-americana Mariana Correa, com quem superou os neerlandeses Mieke van Gansewinkel e Bart Beks por 6-0 e 6-3 para chegar à final de pares mistos.

Nessa decisão, marcada para não antes das 15h30, os adversários serão Natali Gumbrecht, da Alemanha, e Gergely Wacha, da Húngria.

Ainda esta quinta-feira, as duplas portuguesas compostas por Sofia Prazeres/Dominika Gorecka e Patrícia Couto/Inês Moura não conseguiram alcançar a final de pares femininos +30 e concluíram as participações neste Campeonato do Mundo de Veteranos com medalhas de bronze pela chegada às meias-finais.

Legenda:

1. Fred Gil;

2. Gonçalo Falcão;

3. Rita Freitas e Fred Gil;

4. Gonçalo Falcão e Tony Holzinger;

  • PARTILHAR   

Outros Artigos