(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2024 - CM Lagos - Programa Vacinação Infantil

Ofertas de emprego no 3º trimestre de 2023 recuaram 45% face ao trimestre anterior

Ofertas de emprego no 3º trimestre de 2023 recuaram 45% face ao trimestre anterior

Insight da Fundação José Neves revela que ofertas de emprego no 3º trimestre foram as mais baixas dos últimos dois anos

Depois da redução de 16% do volume das ofertas de emprego no 2º trimestre de 2023 em comparação com o 1º trimestre de 2023, as ofertas do 3º trimestre acentuaram ainda mais a tendência de decréscimo, registando uma forte queda de 45% em comparação com o trimestre anterior.

Dados revelados pelo mais recente Insight da Fundação José Neves demonstram um recuo contínuo do volume trimestral de ofertas de emprego desde o início de 2023. Entre o 1º e o 3º trimestre baixaram cerca de 54%, ou seja, o número de ofertas no 3º trimestre foi menos de metade do registado nos primeiros três meses do ano.

Analisando a evolução mensal, verifica-se que a redução das ofertas de emprego foi constante ao longo do 3º trimestre de 2023. Face a junho de 2023, as ofertas de julho registaram uma redução de 35%. Entre julho e agosto decresceram 26% e entre agosto e setembro baixaram aproximadamente 30%.

Se compararmos com o período homólogo de 2022, registou-se uma redução bastante acentuada (70%), o que faz com que o 3º trimestre de 2023 tenha o número mais baixo de ofertas de emprego dos últimos dois anos.

Profissões que mais decresceram no 3º trimestre de 2023 face ao período homólogo de 2022

97% das profissões registadas na plataforma Brighter Future registaram uma redução do volume de ofertas comparativamente ao trimestre homólogo de 2022.

As seguintes sofreram um decréscimo superior a 90%: Trabalhadores da recuperação de resíduos; Trabalhadores não qualificados da indústria transformadora; Rececionistas de hotel; Trabalhadores de cuidados pessoais nos serviços de saúde.

Em termos absolutos, a redução das ofertas de emprego foi mais significativa para as seguintes profissões, face ao período homólogo do ano anterior: Empregados de mesa e bar; Operadores de caixa e outros trabalhadores relacionados com vendas; Empregados dos centros de chamadas; Vendedores e encarregados de lojas; Pessoal de informação administrativa

Apesar de em minoria, este foi o conjunto de profissões com crescimento superior a 20% do volume das ofertas no 3º trimestre de 2023 face ao período homólogo de 2022: Diretores de vendas e marketing; Analistas e programadores de software e aplicações; Técnicos operadores das tecnologias de informação e comunicação (TIC).

Profissões mais procuradas pelos empregadores no 3º trimestre de 2023

Apesar da volatilidade registada no número de ofertas mensais de emprego ao longo dos últimos anos, as profissões mais procuradas têm sido bastante consistentes ao longo do tempo.

Existem sete profissões no top dez das profissões mais procuradas no 3º trimestre de 2023 que também estavam no top no período homólogo de 2022. Tal como verificado para os trimestres anteriores, o top de profissões mais procuradas foi composto, na sua maioria, por profissões com uma forte componente tecnológica e com ligação ao setor do comércio.

_1º Programadores de software

_2º Analistas de sistemas

_3º Diretores de investigação e desenvolvimento

_4º Engenheiros biomédicos, de engenhos explosivos, de salvamento marítimo, de materiais, óticos e de segurança

_5º Operadores de caixa e outros trabalhadores relacionados com vendas

_6º Especialistas em publicidade e marketing

_7º Representantes comerciai

_8º Pessoal de informação administrativa

_9º Empregados de escritório, técnicos de secretariado e operadores de processamento de dados

_10º Empregados de mesa e bar

Os ‘Programadores de software’ e os ‘Empregados de escritório, técnicos de secretariado e operadores de processamento de dados’ foram as únicas profissões que não alteraram de posição ao manterem, respetivamente, o 1º e o 9º lugar entre as profissões mais procuradas.

Face ao 3º trimestre de 2022, os ‘Analistas de sistemas’ e os ‘Representantes comerciais’ subiram várias posições entre as mais procuradas, ocupando, no 3º trimestre de 2023, o 2º e 7º lugar do top, respetivamente.

No sentido inverso, os ‘Operadores de caixa e outros trabalhadores relacionados com vendas’ e o ‘Pessoal de informação administrativa’ baixaram três posições, encontrando-se, no 3º trimestre de 2023, no 5º e 8º lugar do top, respetivamente.

Profissões que entraram e que saíram do top das mais procuradas

Face ao 3º trimestre de 2022, as três profissões que saíram do top foram as seguintes: Empregados dos centros de chamadas; Vendedores e encarregados de lojas; Motoristas de veículos pesados e de autocarros.

No sentido oposto, as três profissões que entraram no top das mais procuradas no 3º trimestre de 2023 foram as seguintes: Diretores de investigação e desenvolvimento; Engenheiros biomédicos, de engenhos explosivos, de salvamento marítimo, de materiais, óticos e de segurança; Especialistas em publicidade e marketing.

Destas profissões, destacaram-se as subidas de 14 posições dos ‘Especialistas em publicidade e marketing’ até ao 6º lugar do top das mais procuras no 3º trimestre de 2023.

Estes e outros dados podem ser consultados no Insight “Ofertas de emprego do 3º trimestre de 2023 reduziram 45% face ao trimestre anterior”, da Fundação José Neves, através do link https://www.joseneves.org/artigo/ofertas-de-emprego-do-3o-trimestre-de-2023-reduziram-45-face-ao-trimestre-anterior.

A elaboração deste Insight recorreu aos dados das ofertas de emprego online no mercado laboral português facultados pela Burning Glass e tratados pela FJN e disponíveis no Brighter Future, relativos ao 3º trimestre de 2023, comparando os mesmos, quer face aos trimestres anteriores quer com o período homólogo de 2022.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos