(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre
(Z4) 2024 - CM Lagos - Arte Doce

Transformar para valorizar os produtos locais em Alte e Salir

Transformar para valorizar os produtos locais em Alte e Salir

Os espaços da Escola Profissional Cândido Guerreiro e da Cozinha Partilhada de Salir acolheram duas iniciativas de valorização dos produtos endógenos, ao abrigo do VITALIZAR, projeto do Município de Loulé financiado pelo PADRE – CRESC ALGARVE 2020.

Realizadas pela Cooperativa Escola Profissional de Alte, as atividades destinaram-se a capacitar interessados na produção de pastas de azeitona, desidratados, compotas, geleias, conservas e doçaria, tendo como “matéria-prima” o que é local.

Valorizar os produtos locais, os que estão adaptados ao nosso clima e consequentemente são mais resilientes às alterações climáticas em curso, implica dinamizar e apoiar as condições para a sua produção e transformação, de forma a aumentar os proveitos de quem os produz e transforma, gerando atividade económica, emprego e mantendo vivo e ativo o território rural.

Por outro lado, constitui uma forma de aproximar produtores de consumidores e do comércio local, reforçando a autonomia e sustentabilidade das comunidades, assentando assim num estímulo à economia de proximidade.

A Cozinha Partilhada de Salir, uma infraestrutura da Câmara Municipal de Loulé, igualmente financiada pelo PADRE para estimular e apoiar quem pretende transformar produtos, visando a comercialização, já se encontra em funcionamento, mas poderá acolher mais interessados. Mais informações através da Divisão de Economia Local Comércio e Turismo através de: gae@cm-loule.pt ou telefone 289 400 829.

A Escola Profissional Cândido Guerreiro, em Alte, tem abertas pré-inscrições para o Curso Profissional de Técnico/a de Processamento e Qualidade Alimentar, uma oportunidade para os jovens poderem adquirir conhecimentos que lhe permitam trabalhar na área alimentar ou vir a criar o seu próprio emprego. Mais informações em https://www.epalte.pt/

“Só o trabalho articulado e em cooperação entre pessoas e entidades poderá permitir enfrentar os problemas do presente, valorizando e utilizando de forma sustentável os recursos de que dispomos e os saberes que importa preservar e desenvolver”, consideram os responsáveis da Câmara Municipal de Loulé.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos