(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2021 - Concurso de Fotografia

Centro de Ciências do Mar junta-se à Novo Verde na iniciativa "Reciclar é a Nossa Praia"

Centro de Ciências do Mar junta-se à Novo Verde na iniciativa "Reciclar é a Nossa Praia"

A Novo Verde, entidade gestora de resíduos de embalagens, continua a percorrer as praias de Portugal com a iniciativa “Reciclar é a Nossa Praia”, em conjunto com a Sailors for the Sea Portugal, para sensibilizar os portugueses para a poluição dos mares e oceanos.

No dia 23 de Julho, entre as 11:00 e as 13:00 horas, um grupo de investigadores do Centro de Ciências do Mar (CCMAR) – Universidade do Algarve, vão juntar-se à Novo Verde na Praia de Faro para desenvolver actividades de grupo e completar as iniciativas já previstas na campanha.

A participação do Centro de Ciências do Mar pretende dar a conhecer melhor duas áreas de investigação complementares ao estudo do mar e dos recursos marinhos, das quais se destaca o desenvolvimento de etiquetas inteligentes que permitem informar o consumidor acerca das condições de transporte, embalamento e exposição a que o peixe esteve sujeito e, com isso, ajudar a combater um dos maiores problemas que afectam a população e o meio ambiente.

Com o apoio da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Novo Verde pretende impactar em especial os mais jovens sobre os comportamentos que devem adoptar de forma a evitarem que os seus resíduos de embalagens contaminem os ecossistemas marinhos. As sessões de educação e literacia ambiental serão compostas por diversas actividades lúdicas e pedagógicas. Em paralelo, a população será convidada a participar na actividade de limpeza das praias para garantir o tratamento adequado dos diversos resíduos recolhidos no areal.

Ricardo Neto, Presidente da Novo Verde, adianta que «esta acção pretende, além de nos colocar mais próximos da população, dar continuidade à educação ambiental, que é um dos nossos pilares desde o início da Novo Verde. É essencial continuarmos a mobilizar os cidadãos para uma participação activa no processo de tratamento e reciclagem de resíduos que não podem, de todo, ser abandonados indiscriminadamente, podendo contaminar os ecossistemas e a nossa saúde e prejudicar o ambiente, do qual fazemos parte. Com foco na reciclagem de embalagens em particular, o principal objectivo é frisar que os mares e oceanos são o destino de grande parte dos resíduos que não são depositados correctamente, realidade que queremos combater, substituindo-a por comportamentos adequados, simples, fáceis e acessíveis a qualquer cidadão».

  • PARTILHAR   

Outros Artigos