(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2024 - CM Lagos - Programa Vacinação Infantil

Medronho, Vinhos de Autor e Design de Assinatura: as propostas da Herdade Aldeia de Cima para esta consoada

Medronho, Vinhos de Autor e Design de Assinatura: as propostas da Herdade Aldeia de Cima para esta consoada

Do medronho selvagem transformado numa equilibrada aguardente aos vinhos com origem na escarpada da Serra do Mendro, a Herdade Aldeia de Cima, projeto com raízes fixas no coração do Alentejo, apresenta um conjunto de gift packs para este Natal – para fazerem companhia aos embrulhos que rodeiam a árvore iluminada ou serem servidos à mesa, em harmonia com o receituário tradicional da época.

A aposta contínua no reabilitar de tradições alentejanas levou o casal Luísa Amorim e Francisco Rêgo a desenvolver a Aguardente de Medronho. A primeira colheita data de 2021 e nasceu sob a orientação dos enólogos Jorge Alves e António Cavalheiro, com a apanha manual de medronhos selvagens existentes na Herdade Aldeia de Cima e em herdades vizinhas a permitir a destilação de cerca de 500 litros (3500kg).

A edição, limitada a 1000 garrafas de 500 ml, aposta num design depurado, com assinatura do incontornável Eduardo Aires, e uma rolha de cortiça desenhada em exclusivo. A aguardente surge acomodada numa caixa individual que reflete o formato de um monte alentejano. O packaging faz lembrar os telhados da arquitetura local e dá destaque a uma portinhola tingida de amarelo que simboliza a autenticidade e a frescura do medronho, bem como o tom ideal para a respetiva colheita.

Consumida, manda a tradição, enquanto digestivo, a Aguardente de Medronho deve ser servida pura e em pequenos copos à temperatura ambiente de Inverno (ligeiramente fresca).

Outra proposta da Herdade Aldeia de Cima inclui a caixa “Adega”, pintada por Luísa Teixeira Rêgo, filha do casal, onde surgem em destaque portadas desenhadas em tons verdes ladeadas por buganvílias avermelhadas e rosadas, inseridas nas tradicionais tinajas de terracota. A caixa acomoda uma das referências da casa em formato Magnum: o HAC Reserva tinto 2020 resulta de um blend de Alicante Bouschet, Trincadeira e Aragonês, um vinho de território, mensageiro de autenticidade, que tira partido do modo de produção integrada.

A embalagem dos “Pássaros”, cuja estética vai procurar inspiração à fauna da herdade, inclui duas garrafas de HAC Reserva tinto 2020 e HAC Reserva branco 2021, esta última que nasce da conjugação harmoniosa de Alvarinho, Antão Vaz, Roupeiro e Perrum. Um vinho influenciado pelo clima mais fresco e também pela diversidade de solos esqueléticos (xisto-argilosos), e por isso marcado por equilíbrio, densidade e mineralidade.

E porque a arte de bem servir o vinho também deve ser contemplada, a Herdade Aldeia de Cima desenvolveu ainda um gift pack que inclui um decanter de barro, feito manualmente e com uma capacidade exemplar para refrescar e servir vinho alentejano. A acompanhar o decanter exclusivo, considerando que não há dois iguais, existem várias combinações possíveis, incluindo o duo HAC Garrafeira tinto 2019 e HAC Garrafeira branco 2020, vinhos cujo estágio tradicional em balseiro confere um equilíbrio natural.

Todas as propostas de Natal estão disponíveis na loja online da Herdade Aldeia de Cima e também em garrafeiras selecionadas.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos