(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2022 - Projecto Águas Sem Fronteiras

"Pela promoção e divulgação da dieta mediterrânica"

"Pela promoção e divulgação da dieta mediterrânica"

No passado dia 16 de Março foi aprovado por unanimidade na reunião da Câmara Municipal de Lagos uma proposta apresentada pelo vereador da CDU Alexandre Nunes, pela Promoção e divulgação da Dieta Mediterrânica.

Proposta esta que passamos a transcrever:

“Na 8ª Sessão do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Imaterial da UNESCO, reunida na cidade de Baku, capital do Azerbaijão, no dia 04 de Dezembro de 2013, onde a cidade de Tavira representou Portugal, a dieta mediterrânica foi declarada Património Cultural Imaterial da Humanidade.

Além de Portugal, subscreveram esta candidatura Chipre, Croácia, Grécia, Espanha, Itália e Marrocos.

No dossier português de candidatura da Dieta Mediterrânica a inscrição na lista de Património Imaterial da Humanidade da UNESCO, várias entidades assinalavam a importância desta dieta para a promoção da saúde. A Sociedade Portuguesa de Cardiologia referia a “importância relevante da Dieta Mediterrânica na promoção da saúde dos portugueses"; o Director Geral da Saúde e a Associação Portuguesa dos Nutricionistas assinalavam que o afastamento dos valores fundamentais da Dieta Mediterrânica traz “consequências para a saúde e bem estar das populações”.

Do ponto de vista da actividade económica, a promoção da dieta mediterrânica, em Portugal e no mundo, poderá ter um efeito positivo na economia e na produção agrícola nacional tendo em conta que a dieta mediterrânica tem como elementos base o pão e o azeite. Na Dieta mediterrânica, têm ainda uma importância fundamental consumo de peixe, consumo moderado de carne, com forte presença das aves e pequenos ruminantes, de produtos de horta e de produtos silvestres. Também estes produtos poderão ser muitos valorizados. Ainda mais quando estas são produções por excelência para a agricultura familiar que importa preservar e promover.

A Dieta Mediterrânica , é uma cultura milenar onde a função social e de partilha e entreajuda comunitária têm papel relevante, juntamente com as técnicas de agricultura e pescas, a preparação de alimentos com produtos locais, tradições orais, festividades e expressões artísticas, contêm em si um elemento de equilíbrio e de moderação, que tem de ser valorizado e promovido.

De salientar ainda que no passado mês de Janeiro a Dieta Mediterrânica foi considerada a melhor diecta do mundo pelo quinto ano consecutivo de acordo com o ranking da US News & World Report.”

Assim, a Câmara Municipal de Lagos deliberou:

1. organizar anualmente e com inicio em 2022, em colaboração com as empresas locais de hotelaria e de restauração, cantinas escolares e refeitórios municipais e envolvendo os agricultores e a Docapesca uma iniciativa gastronómica de promoção e divulgação da Dieta Mediterrânica intitulada- Quinzena da Dieta Mediterrânica, promovendo o uso de produtos da nossa terra;

2. organizar no Concelho de Lagos uma campanha de divulgação e promoção da Dieta Mediterrânica junto da população em geral e particularmente das empresas de hotelaria e restauração e das cantinas escolares e refeitórios municipais;

3. solicitar à Câmara Municipal de Tavira a cedência temporária da Exposição Itinerante Dieta Mediterrânica- Património Cultural Imaterial da Humanidade, por um período suficiente para permitir uma eficaz promoção destes hábitos alimentares através da participação das escolas, profissionais da hotelaria e restauração e o movimento associativo do nosso concelho;

4. promover outras iniciativas paralelas, tais como como palestras, tertúlias e projecção de videos sobre a importância da Dieta Mediterrânica na saúde pública e na qualidade de vida das famílias.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos