(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2022 - Projecto Águas Sem Fronteiras

DRAP Algarve promove encontro sobre a raça bovina algarvia

DRAP Algarve promove encontro sobre a raça bovina algarvia

Neste momento estão identificados apenas 21 animais como pertencentes à raça Algarvia

A DRAP Algarve promoveu, no passado dia 10 de Setembro, um encontro com responsáveis e técnicos do Ministério Agricultura (DRAP Algarve, DGAV, INIAV / Estação Zootécnica Nacional, DRAP Alentejo), Universidades do Algarve e Porto (CIBIO), Município de Silves, ASCAL (detentora do Livro Genealógico da Raça Bovina Algarvia) e criadores regionais, com o objetivo de discutir e implementar um “Plano de Ação para a Salvaguarda da Raça Bovina Algarvia”, raça que já teve lugar de destaque na pecuária da região e que actualmente se encontra em elevado risco de extinção.

Neste momento estão identificados apenas 21 animais como pertencentes à raça Algarvia, localizados em 3 explorações (Lagos, Silves e Tavira) e estão a ser implementadas acções com o objectivo de incrementar este pequeno núcleo, baseadas principalmente em tecnologia reprodutiva - Inseminação Artificial com utilização de sémen de touros algarvios conservados no Banco Português de Germoplasma Animal e Transferência Embrionária.

O sucesso desta recuperação vai depender da colaboração entre os parceiros do projecto e essencialmente da adesão de criadores da região, que permitam, numa primeira fase, a constituição de núcleos base de reprodutores algarvios para utilização no programa de incremento do efetivo.

Atendendo ao elevado valor ambiental que esta raça representa em termos de Biodiversidade e de adaptação às Alterações Climáticas, sendo que estes animais são caraterizados pela sua forte adaptação ao meio (rusticidade) e no aproveitamento dos recursos naturais, contribuindo para a manutenção de áreas mais resilientes aos incêndios, a sua exploração poderá igualmente representar uma importante componente socioeconómica, atendendo ao elevado potencial que existe actualmente no consumo de carne de raças autóctones, como produto diferenciado, sendo a região algarvia privilegiada em termos de procura local e turística, cada vez mais sensibilizada e interessada em produtos locais de qualidade.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos