(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2021 - Concurso de Fotografia

Assembleia de Freguesia de São Gonçalo de Lagos: Aprovada Saudação aos 47 anos do 25 de Abril e aos 131 anos do Dia Internacional do Trabalhador

Assembleia de Freguesia de São Gonçalo de Lagos: Aprovada Saudação aos 47 anos do 25 de Abril e aos 131 anos do Dia Internacional do Trabalhador

A Assembleia de Freguesia de São Gonçalo de Lagos, na sua Sessão Ordinária de Abril de 2021, realizada no dia 28 de Abril, aprovou por unanimidade uma Saudação aos 47 anos da Revolução de 25 de Abril de 1974 e aos 131 anos do dia 1.º de Maio, Dia Internacional do Trabalhador.

«Este ano comemoram-se os 47 anos da Revolução de 25 de Abril de 1974, aquela madrugada que devolveu ao país a esperança e ao povo o poder de construir o futuro», pode ler-se na Nota de Imprensa enviada aos órgãos de comunicação. Assim, e recordando que o Programa do Movimento das Forças Armadas preconizava, entre outras, como uma das suas medidas imediatas, "Medidas que conduzam ao combate eficaz contra a corrupção e especulação", ficou decidido em Reunião de Assembleia de Freguesia o seguinte:

  • Uma nova política económica, posta ao serviço do povo português, em particular das camadas da população até agora mais desfavorecidas, tendo como preocupação imediata «a luta contra a inflacção e a alta excessiva do custo de vida, o que necessariamente implicará uma estratégia anti-monopolista»;
  • Uma nova política social que, em todos os domínios, terá essencialmente como objectivo «a defesa dos interesses das classes trabalhadoras e o aumento progressivo, mas acelerado, da qualidade da vida de todos os portugueses»;
  • O Governo Provisório orientar-se-á em matéria de política externa «pelos princípios da independência e da igualdade entre os Estados, da não ingerência nos assuntos internos dos outros países e da defesa da paz, alargando e diversificando relações internacionais com base na amizade e cooperação».

Segundo consta da mesma Nota, saudar os 47 anos da Revolução de 25 de Abril de 1974 passa forçosamente «pelos trabalhadores, pelo povo português, pela declaração de um inextinguível reconhecimento aos militares de Abril que devolveram a dignidade e a liberdade ao povo, e o direito a decidir o seu futuro», referindo a Revolução dos Cravos como «processo revolucionário que projectou a liberdade, democracia, justiça social, paz e soberania, para os trabalhadores e o povo português, que viram realizados os seus direitos, as suas aspirações, as conquistas e as profundas transformações e mudanças que protagonizaram, num tempo de viragem e rotura com a ditadura fascista, a opressão e o colonialismo.

Depois do 25 de Abril de 1974, o 1.º de Maio – Dia Internacional do Trabalhador pôde voltar a ser comemorado livremente, com o fim do regime fascista que reprimia a sua celebração.

Por seu turno, assinalar o 1.º de Maio significa «valorizar e dignificar a luta de todos os trabalhadores em geral e, especialmente, dos trabalhadores portugueses e das suas organizações representativas, pelo direito ao trabalho, por um trabalho com direitos, contra a precariedade e exploração e por melhores condições de vida».

Assim, a Assembleia de Freguesia de São Gonçalo de Lagos, na sua reunião de 28 de Abril de 2021, delibera saudar tais efemérides «pela sua actualidade e estreita identificação com as mais profundas aspirações dos trabalhadores e do povo português», que nos ideais de Abril depositam «a esperança e a confiança de poder realizar o seu projecto de uma sociedade melhor, mais justa e mais fraterna».

  • PARTILHAR   

Outros Artigos