(Z1) 2022 - Água - Poupe Hoje Para Não Faltar No Verão

Município de Vila do Bispo: Declaração de repúdio à invasão da Ucrânia pela Rússia

Município de Vila do Bispo: Declaração de repúdio à invasão da Ucrânia pela Rússia

Na reunião de Câmara de 8 de Março de 2022, o Executivo Municipal aprovou a declaração de repúdio à invasão da Ucrânia pela Rússia apresentada pela presidente de Câmara, Rute Silva. Foi ainda, efectuado um minuto de silêncio em homenagem às vítimas da guerra da Ucrânia, por proposta do vereador Dino Lourenço.

Transcrição da Declaração:

“Declaração de repúdio pelas ações militares da Federação Russa em Território Nacional da República Constitucional da Ucrânia e de apoio ao Povo Ucraniano

A Câmara Municipal de Vila do Bispo vem desta forma manifestar o seu mais sentido repúdio e profunda indignação perante a improcedente, ilegítima e desproporcional natureza das operações militares levadas a cabo, recentemente, pela Federação Russa em território soberano da Ucrânia, no seguimento do reconhecimento formal de independência, declarado pelo governo de Moscovo, sobre as zonas separatistas das autoproclamadas repúblicas populares de Lugansk e Donetsk, em Fevereiro de 2022.

Considerando que a Ucrânia é uma República Constitucional e um Estado Europeu, de Direito, independente desde o dia 24 de Agosto de 1991, por desanexação da antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, membro atual do Conselho da Europa e da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, afirmando-se como um dos cento e noventa e três Estados-membros com assento na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, cuja autodeterminação e independência foram justamente reconhecidas, perante a Sociedade das Nações, no dia 25 de Dezembro de 1991, a Câmara Municipal de Vila do Bispo não podia deixar de condenar, veementemente, esta vil ofensiva belicista perante um País Soberano e um Povo Independente, qualificando-a como um ato brutal, à luz da contemporaneidade do século XXI.

Consideramos que a acção militar perpetrada pela Federação Russa em solo ucraniano vem abalar a paz social, a estabilidade geopolítica e a sanidade socioeconómica da Europa, pondo em causa o próprio equilíbrio global, tal como o conhecemos, despertando os fantasmas de uma nova Guerra Mundial e de um holocausto nuclear sem precedentes.

Atenta ao escalar da conjuntura de guerra na Europa, a Câmara Municipal de Vila do Bispo vem manifestar todo o seu apoio ao Povo Ucraniano, designadamente por via dos seus serviços de Acção Social e em estreita articulação com o Alto Comissariado para as Migrações, o Governo da República Portuguesa e a Comissão Europeia, disponibilizando, desde logo, um apartamento municipal, sito no loteamento Senhora do Amparo, cujo topónimo religioso nos recorda, precisamente, para o dever cívico e social de ampararmos o próximo e de proporcionarmos, aos que necessitam, auxílio e conforto em momentos como este que atravessamos.

Consciente do facto de o nosso País acolher uma significativa diáspora oriunda da Ucrânia, com algumas famílias radicadas no Concelho de Vila do Bispo, a Câmara Municipal apela à solidariedade de todas as Instituições, Associações, Empresas locais e Munícipes para que, juntos, consigamos contribuir, de alguma forma e na medida do possível, para a nobre missão humanitária de dar acolhimento, conforto e esperança aos refugiados da guerra na Ucrânia.

Ao Povo Ucraniano, de viva-voz e honrando o Vosso Hino Nacional, Vila do Bispo declara que também acredita que «A glória da Ucrânia ainda não pereceu, nem a sua liberdade».

Vila do Bispo, 8 de Março de 2022

A Presidente da Câmara Municipal

Rute Maria Dias Maia Nunes da Silva”

  • PARTILHAR   

Outros Artigos