(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2021 - Concurso de Fotografia

DECO Algarve apresenta dicas para pagamento de contas ou prestações

DECO Algarve apresenta dicas para pagamento de contas ou prestações

Muitos poderão ser os motivos que levam alguém a deixar de suportar mensalmente o pagamento das suas contas/prestações: desemprego, perda de rendimentos, doença, ou até mesmo alteração involuntária do agregado familiar.

Se «deixar de pagar a prestação mensal, nem que seja uma única vez, corre o risco de ver registado este incumprimento junto do Banco de Portugal», adverte a DECO — Defesa do Consumidor. Ao não cumprir com o pagamento do valor associado "a tempo e horas", está a entrar na esfera de incumprimento e, com isto, a instituição bancária reportará este mesmo incumprimento junto do Banco de Portugal (BP).

«Ao ter um incumprimento reportado junto do Banco de Portugal, será difícil ter acesso a mais crédito bancário. Ou seja, caso pretenda fazer um novo tipo de crédito, seja ele qual for, este poder-lhe-á ser negado com base na informação negativa que tem junto da base de dados do BP», explica.

A não concessão de crédito prende-se com a avaliação de risco que é feita pelos bancos na hora de ceder ou emprestar dinheiro. Por norma, é feita uma análise de solvabilidade (capacidade económica para suportar o pagamento do crédito), sendo também consultada a informação existente no BP relativa àquela pessoa. Caso esta seja considerada negativa, isto é, como estando em incumprimento com o pagamento de outros compromissos bancários, o crédito não será concedido, pelo risco associado (possível não cumprimento do pagamento).

.

Chamadas de cobrança por parte dos bancos?

Sim, esta é uma realidade cada vez mais presente. Aquando da entrada em incumprimento no pagamento de créditos, é por norma accionado o departamento de cobranças, que irá ser bastante insistente nas chamadas bem como na tentativa de recuperar o valor que está em dívida.

«Saiba que caso esteja em situação de incumprimento, pode ser assolado por chamadas por parte do seu banco para tentar reaver o montante que está em falta, de uma forma um pouco mais persistente e tenaz», informa a DECO.

Estes são apenas alguns dos exemplos que podem ocorrer, caso esteja numa situação de incumprimento, tendo por base informá-lo e alertá-lo para o que poderá acontecer.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos