(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre
(Z4) 2024 - CM Lagos - Marchas Populares

APEGAC apresenta Prémio Condomínio Verde para sensibilizar portugueses que vivem em condomínio para iniciativas ambientais

APEGAC apresenta Prémio Condomínio Verde para sensibilizar portugueses que vivem em condomínio para iniciativas ambientais

A Associação Portuguesa de Empresas de Gestão e Administração de Condomínios, APEGAC, apresentou, esta manhã, o Prémio Condomínio Verde com o intuito de sensibilizar quem vive em condomínio para as causas ambientais, incluindo a sustentabilidade dos edifícios. A apresentação decorreu no Lx Factory, no âmbito da Semana da Reabilitação Urbana de Lisboa.

A iniciativa Condomínio Verde, promovida pela associação, destina-se a premiar, anualmente, os condomínios que demonstrem ter realizado ações ou projetos de interesse e valorização nas áreas da gestão ambiental, redução do consumo de energia, criação de fontes de energia renovável, valorizando, desta forma, a proteção do meio ambiente e aplicação de materiais e equipamentos que contribuam para reduzir o impacto carbónico do edifício e melhorar a qualidade de vida dos seus utentes.

O parque habitacional português é composto, maioritariamente, por edifícios com mais de 30 anos, sem qualidade a nível térmico, acústico, que, atualmente, se começam a encontrar deteriorados e antiquados para a realidade em que vivemos, nomeadamente na falta de medidas para a redução do consumo de energia ou criação de fontes de energia renovável nos próprios edifícios e, como tal, padecem de absoluta necessidade de obras que proporcionem melhor qualidade de vida aos seus utentes.

A iniciativa Condomínio Verde pode dar um contributo importante para a sensibilização das cinco milhões de pessoas que vive em condomínio em Portugal para as causas ambientais, incluindo a sustentabilidade dos edifícios, sendo possível, ainda, a valorização do imóvel através deste reconhecimento.

Vítor Amaral, presidente da APEGAC, na apresentação da iniciativa, sublinhou que “há 20, 30, 40 anos não havia a preocupação que hoje há com as questões ambientais e este prémio pretende focar na preocupação com a redução do consumo de energia, com a pegada ecológica e a aplicação ideal de equipamentos que reduzam o impacto carbónico. Por essa razão, os nossos edifícios não estão preparados para proporcionar a melhor qualidade de vida a quem neles reside, nomeadamente, cerca de cinco milhões de pessoas, que não têm a qualidade térmica, nem acústica e materiais construtivos que sejam ecologicamente limpos”.

O responsável da associação, no painel anterior à apresentação da iniciativa com o tema “Reabilitação de Condomínios - Os apoios e o desígnio verde”, avançou com uma medida que poderia incentivar à execução de obras nos edifícios: “Seria importante dar, por exemplo, benefícios aos condomínios que tenham constituído o Fundo Comum de Reserva, devidamente comprovado, isentando o pagamento de IVA para a realização de obras de manutenção. Isto seria premiar e incentivar a reabilitação, de outra forma, com as dificuldades pelas quais as famílias passam, é difícil programar a execução de obras, neste momento.”

O Prémio Condomínio Verde é promovido pela Associação Portuguesa de Empresas de Gestão e Administração de Condomínios, é destinada a todos os condomínios nacionais e tem o apoio da Secretaria de Estado do Ambiente. O prémio distinguirá o melhor projeto e proporcionará a criação do ranking nacional de condomínios verdes, reconhecendo todos os participantes e não apenas o vencedor. As inscrições estão já abertas.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos