(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2021 - Concurso de Fotografia

AHRESP apresentou propostas para o Plano de Recuperação e Resiliência do Algarve

AHRESP apresentou propostas para o Plano de Recuperação e Resiliência do Algarve

Na sequência da Consulta Pública ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) manifestou junto do Governo as suas preocupações pela ausência de medidas concretas com vista ao arranque da economia e, sobretudo, das empresas da actividade turística.

Para a AHRESP, é fundamental que o PRR tenha como objectivo principal e prioritário a recuperação das empresas e a sua sustentabilidade económica e financeira, para que os programas de Resiliência, Transição Climática e Transição Digital sejam exequíveis e sustentados na economia real.

Na óptica da AHRESP, nestes dois próximos semestres a actividade turística e os sectores da Restauração, Similares e do Alojamento Turístico «mais rapidamente vão responder, não só pela segurança e prestígio que o mercado lhes reconhece, como também pela procura esperada».

Face ao exposto, o núcleo mostra a sua preocupação pela ausência de medidas concrectas com vista ao arranque da Economia e das empresas da actividade turística, mas reafirma a sua disponibilidade para trabalhar em conjunto com o Governo, não só em todos os projectos que promovam de imediato o apoio à recuperação das empresas de Restauração, Similares e do Alojamento Turístico, bem como participar activamente na organização e implementação dos programas de apoio.

.

Sobre o PPR

O Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) português é de aplicação nacional, com um período de execução até 2026, com recursos que ascendem a cerca de 16 643 milhões de euros, composto por 13 944 milhões de euros em subvenções e por 2 699 milhões de euros em empréstimos.

O investimento está centrado em três grandes áreas temáticas: Resiliência, Transição Climática e Transição Digital. Estas dimensões são concretizadas através de 19 componentes que integram, por sua vez, 36 Reformas e 77 Investimentos.

Saiba mais sobre este plano aqui.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos