(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre
(Z4) 2024 - CM Lagos - Marchas Populares

Novo tratamento cardíaco no HPA ALVOR: Encerramento do Apêndice Auricular

Novo tratamento cardíaco no HPA ALVOR: Encerramento do Apêndice Auricular

Pela primeira vez o heart team do Hospital Particular de Alvor realizou, através de intervenção percutânea (através da virilha e sem recurso a cirurgia), o encerramento do apêndice auricular esquerdo.

A fibrilhação auricular é uma arritmia muito frequente e é relacionada com elevadas taxas de morbilidade e mortalidade, em virtude do seu potencial tromboembólico e consequentemente risco de acidente vascular cerebral (AVC). O apêndice auricular esquerdo (AAE) é uma pequena estrutura em forma de bolsa situado na aurícula esquerda e é responsável pela formação da maioria dos trombos, associados à fibrilhação auricular, que posteriormente poderão embolizar (migrar) e provocar um AVC.

Neste procedimento (encerramento do AAE), é colocado um dispositivo à entrada do apêndice auricular esquerdo encerrando-o (“excluindo-o”), cujo objetivo é reduzir o risco de embolização de trombos formados no AAE e consequentemente reduzir o risco de AVC causado por fibrilhação auricular.

Os anticoagulantes orais são a terapêutica de primeira linha de tratamento para estes doentes. No entanto, nem sempre é possível administrar esta medicação visto que alguns doentes têm contraindicações, deixando estes pacientes em risco aumentado de AVC.

A seleção de doentes para este procedimento é efetuada através de critérios rigorosos, nomeadamente doentes com fibrilhação auricular não valvular que tenham contraindicação ou intolerância aos anticoagulantes orais, doentes com elevado risco hemorrágico ou história de hemorragias e ainda terapêutica subotimizada com anticoagulantes orais. Com este novo procedimento, este grupo de doentes tem mais uma possibilidade de tratamento de modo a reduzir o seu o risco de ter um AVC.

Recorde-se que o Hospital Particular do Algarve – Alvor é desde 2001 uma das referências da Cardiologia de Intervenção, no panorama nacional da medicina privada e onde se realizaram pela primeira vez na região intervenções minimamente invasivas por cateterismo, como angioplastias ou a implantação percutânea de válvulas aórtica ou mitral (técnica conhecida por TAVI, do inglês Thranscatheter Aortic Valve Implantation).

  • PARTILHAR   

Outros Artigos