(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre
(Z4) 2024 - CM Lagos - Marchas Populares

Ministra da saúde inaugurou nova Delegação Regional do INEM em Loulé

Ministra da saúde inaugurou nova Delegação Regional do INEM em Loulé

Durante a cerimónia, governante assume compromisso com futuro Hospital do Algarve

O número 112 está agora “mais perto” dos algarvios. O CODU (Centro de Orientação de Doentes Urgentes) volta à região, passado vários anos de ausência, e vai funcionar na nova sede do INEM na “Cidadela da Segurança e Proteção Civil” de Loulé. O equipamento foi hoje inaugurado, com a presença da Ministra da Saúde, Ana Paula Martins.

A construção da nova sede regional, um investimento do Município de 2 milhões de euros, pretende dar resposta a todo o território do Algarve, contribuindo para que o INEM possa cumprir a sua missão com mais eficácia, nomeadamente, garantir a assistência adequada às vítimas de acidente e de doença súbita, e o socorro e assistência às populações em caso de necessidade.

“Vai permitir melhores condições logísticas e operacionais ao desempenho da atividade que aqui se faz, bem como a coordenação do SIEM – o Sistema Integrado de Emergência Médica, em articulação com diversas entidades, nomeadamente Bombeiros, Hospitais e Cruz Vermelha Portuguesa. Estas novas instalações permitem que o INEM possa continuar a cumprir a sua missão de prestação de cuidados de emergência médica”, frisou a governante com a pasta da Saúde.

O novo edifício do INEM alberga assim o CODU e Gabinete de Apoio ao CODU, um Centro de Formação, Gabinete da Coordenação Regional, Gabinete de Coordenação de Enfermagem, bem como instalações para a área de logística e operações. Conta ainda com camaratas, refeitório e balneário, com todas as condições necessárias para os profissionais do INEM.

A nova sede do INEM, junto ao nó da A22, terá como vizinhos o CREPC – Comando Regional de Emergência e Proteção Civil da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, o Quartel de Bombeiros ou Heliporto, onde está em permanência o helicóptero do INEM, um meio fundamental na área da emergência médica e do socorro. A centralização de todos os serviços de Proteção Civil num único espaço vai permitir o reforço de sinergias aos mais variados níveis, desde operacionais a formativas.

Mas numa região voltada para o turismo, com uma população residente de cerca de 460 mil pessoas, aos quais se juntam perto de 5 milhões de turistas, o INEM tem vindo “a ajustar e a reforçar os recursos e meios de emergência médica na região, de acordo com as reais necessidades”, nomeadamente no verão, com o objetivo de aumentar a capacidade de resposta, como notou a Ministra.

Mais meios, mas também mais recursos humanos, “o Governo assume como sua prioridade o combate a esta degradação dos serviços de saúde mas também assume o reforço daquilo que está bem”, assegurou Ana Paula Martins. “Portugal pode orgulhar-se de contar com uma rede de serviços públicos de excelência, dos quais o INEM é, sem dúvida, uma referência”, disse.

No seu discurso, a Ministra destacou ainda o papel fundamental da Câmara de Loulé e do seu autarca, “cuja visão o tornou o grande impulsionador e responsável por este projeto que visa colocar a segurança e saúde dos cidadãos em primeiro plano, contribuindo assim para que toda a população possa sentir e viver o Algarve com toda a segurança”.

E foi precisamente para responder à questão levantada por Vítor Aleixo sobre para quando o futuro Hospital do Algarve, obra aguardada há mais de duas décadas, que a responsável deixou o seu compromisso público. “O que posso garantir é que defenderei junto do Governo e do Primeiro-Ministro, com todas as minhas forças, mas sobretudo com todos os argumentos sólidos que há alguns anos estão identificados, que a obra do novo Hospital seja lançada e comece o mais depressa possível. Mais cedo do que tarde este projeto será decidido”, anunciou, adiantando que este será seguramente “um hospital universitário, cumprindo a sua função para o século XXI”.

Feliz por inaugurar um equipamento que é de toda a região, o autarca Vítor Aleixo destacou a localização de excelência do mesmo. “Integra-se numa área da cidade que está estrategicamente em cima de um nó da autoestrada, no centro geográfico do Algarve, com os melhores acessos possíveis, o que facilita também muito a operação de toda a logística do INEM, bombeiros, autoridades de segurança e proteção civil”, notou.

Na área da saúde o autarca falou do ecossistema ligado à investigação científica e à inovação na área das Biociências que está a nascer em Loulé. Integra, entre outros, o primeiro laboratório de genética médica da região, que se encontra em fase de conclusão.

Também neste setor dos serviços de saúde, o Município tem feito um significativo investimento em equipamentos como o novo Centro de Saúde Universitário em fase de conclusão, o projeto de remodelação da Unidade Saúde Familiar “Serra Mar” (com financiamento PRR aprovado) ou a constituição da Unidade de Saúde Familiar “Estrela do Mar, em Quarteira, “onde não há utentes em fila de espera por um médico de família”.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos