(Z1) 2022 - CM de Vila do Bispo - Birdwatching
(Z4) 2022 - Projecto Águas Sem Fronteiras

Semana europeia da mobilidade destaca a sustentabilidade em toda a região

Semana europeia da mobilidade destaca a sustentabilidade em toda a região

Anualmente de 16 a 22 de Setembro, os cidadãos europeus têm a oportunidade de participar uma semana inteira de actividades dedicadas à mobilidade sustentável, com o objectivo de se facilitar um debate alargado sobre a necessidade da mudança de comportamentos e defesa de políticas públicas relativamente à mobilidade e de defender em particular a redução de utilização do automóvel particular.

Após o sucesso do Dia Europeu sem Carros (DESC), em 2000 e 2001, foi lançada em 2002 a Semana Europeia da Mobilidade (SEM), mais concretamente a 19 de Abril, durante a Semana Verde, em Bruxelas, pela Comissária para o Ambiente da Comissão Europeia.

A Semana Europeia da Mobilidade constitui a principal campanha da Comissão Europeia para a consciencialização dos atores urbanos sobre mobilidade urbana sustentável, incentivando mudanças comportamentais em favor da mobilidade activa, do transporte público e de outras soluções de transporte limpas e inteligentes. Inserido na Semana Europeia da Mobilidade decorrerá também o Dia Europeu sem Carros, na sua 23ª edição.

A campanha DESC surgiu na sequência de uma directiva europeia (directiva 96/62/EC) relacionada com a qualidade do ar das nossas cidades. Tendo em conta os crescentes problemas relacionados com o uso do automóvel, vários países da União Europeia, incluindo Portugal, lançaram esta iniciativa pela primeira vez à escala europeia em 22 de Setembro de 2000.

Desde então, a generalidade dos municípios do Algarve abraçou esta causa e tem vindo a organizar actividades para alcançar os objectivos do Dia Europeu Sem Carros e da Semana Europeia da Mobilidade, nomeadamente:

  • Encorajar o desenvolvimento de comportamentos compatíveis com o desenvolvimento sustentável e, em particular, com a protecção da qualidade do ar, com a mitigação do aquecimento global e com a redução do ruído;
  • Consciencializar os cidadãos para os efeitos que a sua escolha de um modo de transporte, terão na qualidade do ambiente;
  • Proporcionar aos cidadãos oportunidades para se deslocarem a pé, utilizarem a bicicleta e os transportes públicos, em vez do automóvel privado e ainda, promover a intermodalidade;
  • Proporcionar aos cidadãos uma oportunidade para redescobrirem a sua cidade ou vila, os seus habitantes e o seu património, num ambiente mais saudável e agradável.

Paralelamente, foi implementada a rede QUALAR, que efectua a avaliação permanente da qualidade do ar ao longo do território da Região, com quatro estações em Albufeira, Alcoutim, Faro e Portimão, as quais são geridas pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento (CCDR) do Algarve.

No contexto da Semana Europeia da Mobilidade’2022,sob o lema “COMBINA E MOVE-TE!”, decorrem actividades designadamente nos municípios de Faro, Lagos, Loulé, Olhão, Portimão, São Brás de Alportel e Silves, bem como se destaca o contributo e impulso da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), com diversos tipos de actividades dedicadas à sensibilização das populações e um debate alargado sobre a necessidade da mudança de comportamentos relativamente à mobilidade sustentável, em particular no que toca à redução da utilização do automóvel particular. No dia 22 de Setembro, o Município de Portimão apresentará o seu Plano Municipal de Mobilidade Urbana Sustentável e o Município de Faro organiza um debate sobre “Oportunidades e desafios da mobilidade sustentável”.

No Algarve, com o apoio dos fundos europeus, os projectos nos domínios da mobilidade leve e sustentável, de âmbito municipal e intermunicipal, têm privilegiado os corredores urbanos e as ligações cicláveis, o usufruto do património natural, como é exemplo a Ecovia do Litoral do Algarve, em progresso, a que se juntará igualmente a nova ciclovia da Costa Vicentina de Sagres a Odeceixe, que percorrem a diversidade das paisagens da Região e permitem apreciar a riqueza natural e património construído, beneficiando do clima ameno que se faz sentir ao longo de todo o ano, em agradáveis passeios de bicicleta, num percurso integrado na rede europeia de ciclovias (EUROVELO).

  • PARTILHAR   

Outros Artigos