(Z1) 2022 - Água - Poupe Hoje Para Não Faltar No Verão
(Z4) 2022 - Projecto Águas Sem Fronteiras

Saudação pela transferência do antigo Hospital de Lagos para as instalações do Hospital de São Gonçalo de Lagos

Saudação pela transferência do antigo Hospital de Lagos para as instalações do Hospital de São Gonçalo de Lagos

A Assembleia Municipal de Lagos na 1.ª Reunião da sua Sessão Ordinária de Fevereiro/2022, realizada no dia 21 de Fevereiro, aprovou uma Moção onde sauda a transferência do antigo Hospital de Lagos para as instalações do Hospital de São Gonçalo de Lagos e apela à construção de um novo hospital em Lagos como solução definitiva.

“Com a publicação da Portaria n.º 71/2022, de 31 de Janeiro, ficou o Centro Hospitalar Universitário do Algarve, E.P.E. autorizado a assumir, pelo prazo previsto pela tutela, encargos do arrendamento das instalações do Hospital particular São Gonçalo de Lagos, passando a designar-se por Hospital das Terras do Infante. O hospital público, agora relocalizado, conta com 44 camas de internamento, 2 blocos operatórios, laboratório de análises clínicas, imagiologia e serviço de urgência básica, servindo as populações residentes e visitantes dos concelhos de Lagos, Aljezur e Vila do Bispo,

Conforme têm reivindicado as populações, os autarcas e as forças vivas de Lagos e dos municípios limítrofes, desde há muito tempo que, através de tomadas de posições públicas, manifestações, promoção de iniciativas políticas, representações junto do Governo e do Parlamento e debates parlamentares, que tem sido pedida a construção dum novo hospital, dada a vetustez, degradadas condições de funcionamento do secular hospital, condicionadoras das, segurança, respostas técnicas e valências assistenciais que a população exige e merece.

A transferência dos serviços do antigo hospital para as instalações do Hospital São Gonçalo de Lagos, construído de raiz para esse fim em 2005, é uma solução temporária pelo prazo do arrendamento do mesmo, temendo-se pela sua subsistência futura. Por conseguinte, justifica-se a necessidade da construção de um novo Hospital público no concelho de Lagos, servindo os municípios das Terras do Infante, solução definitiva e de futuro, a longo prazo, em terrenos municipais disponibilizados.

Por outro lado, devido ao crescimento populacional e urbanístico da cidade, se antevê necessária a modernização, ampliação e o desenvolvimento das valências assistenciais do Centro de Saúde de Lagos.

Está o Município de Lagos a preparar a criação de um Plano Municipal de Saúde e do Plano Estratégico para o Desenvolvimento do Cluster Saúde e Bem-Estar, que tornará possível a mudança de paradigma na área da saúde no concelho de Lagos e que facilitará a atractividade e criação de novas respostas públicas ou privadas, bem como o Turismo de Saúde e Bem-Estar, pelo que, mais oportuno se tornará a construção futura de um novo hospital em Lagos.

Por outro lado, o programa eleitoral do Partido Socialista, sufragado nas eleições gerais de 30 de Janeiro de 2022, tem prevista a construcção do novo Hospital Central do Algarve. Trata-se de um equipamento reconhecidamente necessário, há muito reivindicado pelas populações, agentes políticos e económicos da região algarvia, pelo que se reitera o pedido de que seja dado andamento aos trâmites para que o mesmo se torne, brevemente, realidade.

O Algarve necessita e merece.

Remeta-se a: Presidente da República, Presidente da Assembleia da República, Primeiro-Ministro, Ministro de Estado e das Finanças, Ministra da Saúde, Ministro do Planeamento, Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário do Algarve, E.P.E. (CHUA), Conselho Directivo da ARS Algarve, I.P., Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR), Comunidade Intermunicipal do Algarve (CIM-Algarve), Terras do Infante – Associação de Municípios e Órgãos de Comunicação Social.”

  • PARTILHAR   

Outros Artigos