(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Birdwatching
(Z4) 2021 - Reduzir o Desperdício

Requalificação da EN125 (Variante de Odiáxere) e suspensão de portagens na A22

Requalificação da EN125 (Variante de Odiáxere) e suspensão de portagens na A22

A Assembleia Municipal de Lagos na sua Sessão Ordinária de abril/2019, realizada no dia 29 de Abril, aprovou, uma Moção, a enviar ao Governo, referente à Requalificação da EN125 e suspensão de portagens na A22.

“Desde 2015, data em que o Governo de então redefiniu o objecto da subconcessão Algarve Litoral, que levou ao adiamento de obras previstas e à supressão de outras obras, que os municípios e as forças vivas e políticas algarvias reclamaram da decisão. Afinal, quando se preparavam soluções para resolver os problemas de mobilidade, os pontos de estrangulamentos de tráfego e a elevada sinistralidade rodoviária, tudo parou e se atrasou.

Verifica-se que o atual governo retomou parcialmente as obras ainda que com uma lentidão exasperante. Nesta data decorrem obras de requalificação da E.N. 125 no sotavento algarvio. Contudo, algumas situações ficaram por resolver e urge pugnar pela sua resolução. Ficou esquecida a variante de Odiáxere no concelho de Lagos. Esta vila do município de Lagos, é um polo de atração de habitantes, é um local de acesso privilegiado ao interior do concelho e à Meia-Praia. A E.N. 125 fica mesmo ao lado da escola, da sede da Junta de Freguesia e da maior praça cívica da vila de Odiáxere. Esta situação gera conflitos de tráfego, acidentes, filas de trânsito bloqueadoras da fluidez de trânsito entre esta localidade e a cidade de Lagos.

A alternativa natural, a A22 não se constitui como alternativa para os utentes regulares devido aos elevados preços praticados. Na época alta turística os concelhos de Lagos, Aljezur e Vila do Bispo estão sujeitos a um bloqueio. Esta situação é fortemente penalizadora da economia, da qualidade de vida, do turismo, da mobilidade, indutora de poluição e prejudicial à competitividade e imagem do Algarve e do país.

Desde há muito tempo e recorrentemente, a Assembleia Municipal de Lagos vem exigindo a requalificação da E.N. 125 e a abolição de portagens na A22 (Via do Infante). Enquanto não houver alternativa credível, enquanto a requalificação da estrada que serve longitudinalmente o Algarve não estiver totalmente requalificada, para satisfazer a procura atual e futura, não se justifica haver portagens caras ou, nalguns troços, haver portagens algumas.

Neste sentido, a Assembleia Municipal de Lagos, reunida a 29 de abril de 2019, delibera:

Reivindicar ao Governo a construção urgente, no município de Lagos, da Variante de Odiáxere à Estrada Nacional 125, conforme anteriormente prevista, e proceda à construção das rotundas este e oeste de Odiáxere, bem como a suspensão das portagens na A22 (Via do Infante) a oeste do nó de Portimão.”

  • PARTILHAR   

Outros Artigos