(Z1) 2022 - Água - Poupe Hoje Para Não Faltar No Verão
(Z4) 2022 - Projecto Águas Sem Fronteiras

"Para o CDS-PP é mais importante reorganizar o SNS na região e dar condições de trabalho e alojamento aos seus profissionais do que mais betão. O SNS não pode continuar a deixar os Algarvios para trás!"

"Para o CDS-PP é mais importante reorganizar o SNS na região e dar condições de trabalho e alojamento aos seus profissionais do que mais betão. O SNS não pode continuar a deixar os Algarvios para trás!"

     A construção do Hospital Central do Algarve é uma ilusão antiga, foi incluído em vários orçamentos de Estado sobretudo os que levaram o pais à bancarrota, lançaram-se ao solo Pedra(s) mas nunca avançou!!! O CDS vai fazer com que o projecto saia do papel e se transforme numa realidade, mas como a nossa Saúde não pode esperar, a região tem de ter soluções alternativas imediatas e por isso é imprescindível reformar toda a organização do SNS na região alargando e reforçando a rede de Cuidados Primários, melhorando as condições humanas e financeiras de operação e atendimento do CHUA (Centro Hospitalar Universitário do Algarve) e de apoio a fixação de médicos e outros profissionais de saúde na região.

Para o CDS-PP é importante dar atenção à nova pobreza envergonhada que surgiu na região

Desde que este Governo tomou posse, o número de sem abrigos cresceu e as pessoas que passaram a precisar das instituições de solidariedade social para fazer face às suas necessidades diárias explodiu. Passámos a ter que lidar com imensos casos de fome e no limiar da pobreza, tendo estas situações crescido exponencialmente e de forma assustadora. O actual Governo do PS criou novos pobres que até então era conhecida como classe média. Os pequenos empresários sem apoios, os trabalhadores independentes, os grandes quadros que de repente ficaram demasiado velhos ou demasiado caros e tudo isto porque o foco tem sido injectar dinheiro sempre no Estado, criando empregos precários /temporários mal pagos e a secar completamente os corajosos e bravos empresários. São os empresários que arriscam ao criar empregos estáveis e riqueza para o País. Nunca houve tanta fome neste Pais, desde o 25 de Abril, como agora. A pandemia só acelerou um processo que era mais do que evidente ou como Warren Buffet usa dizer “Quando a maré baixa é que se vê quem estava a nadar sem calções”.

Não podemos continuar a adiar o futuro do Algarve e por isso para o CDS-PP é fundamental diversificar o seu tecido económico e apostar naquilo em que sempre se notabilizou, a excelência dos seus produtos

O Algarve tem que ser reconhecido como um verdadeiro motor económico do país, com um Turismo de excelência como referência, não aceitando que os projectos e medidas para o desenvolvimento da região sejam permanentemente guardadas na gaveta, é tempo de devolver ao Algarve a sua dignidade e notoriedade. Contudo o Algarve não pode continuar refém de uma monocultura económica e por isso ao turismo tem de se somar tudo o que são os produtos tradicionais de excelência que a região tão bem soube desenvolver desde tempos imemoriais, tais como o pescado, suas conservas, os frutos secos, a sua doçaria e todas as novas tendências da agricultura e das pesca que de forma sábia os Algarvios têm desenvolvido na região. O Algarve continua a ver as medidas para o desenvolvimento económico e social prometidas pelos sucessivos Governos, não passar de meras ilusões que não saem do papel. Olhando para a ferrovia ao efetuar uma curta viagem de comboio deparemos com um cenário no mínimo terceiro mundista com comboios a diesel, cheios de grafities e exteriores imundos, será esta a imagem que queremos para o Algarve? Não o deverá ser daqui a 4 anos, pois é imperioso que as diversas promessas se consubstanciem no terreno e a eletrificação da linha do Algarve por exemplo, seja uma realidade. Que a saúde pública seja considerada e esteja disponível para todos os Algarvios e que possa complementar com excelência a prestação que já hoje as unidades privadas apresentam. Devem ser intensificadas sinergias com o ABC Algarve Biomedical Center, bem como com a Universidade do Algarve, através do MIM-UAlg. Que não nos deixemos atrasar na competitividade tecnológica, por forma a que a nossa região possa ser um espaço dinâmico e gerador de valor no desenvolvimento do território, essencialmente no barrocal e serra, de modo a que se possam transformar num berço para os chamados nómadas digitais.

AGENDA:

Segunda-feira, 17/01

Montegordo, 09:30 - Associação Empresarial de Montegordo,

10:00 - Associação Pescadores,

10:20 - Hotel Vasco da Gama,

Vila Real de Santo António, 11:00 - Nautiber (com directo no FB),

Castro Marim, 13:00 - Almoço Convívio na Foz de Odeleite,

Alcoutim, 15:30 - Zona/ Clube Caça Turística do Pereiro.

Terça-feira, 18/01,

Albufeira, 17:00 - C.A.S.A., Visita de Francisco Rodrigo dos Santos e José Cacorino a uma IPSS de referencia da região que presta apoio aos sem abrigo e às famílias cadenciadas,

20:00 - Vila Petra, Jantar com a presença de José Caçorino (Cabeça Lista), Francisco Rodrigo dos Santos (Presidente do CDS-PP), Francisco Camacho (Líder JP) e de todos os Candidatos do CDS-PP pelo Algarve

Sexta-feira, 15/01,

Museu de Portimão, Portimão, 21:00 - Debate sobre o Papel do Sector Social no Algarve na resposta à actual crise social na Região com a presença de José Caçorino (Cabeça Lista), Pedro Mota Soares e com vários actores sociais do Algarve

  • PARTILHAR   

Outros Artigos