(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2024 - CM Lagos - Arte Doce

Odemira recebe 7.º encontro de Cidades e Vilas Resilientes

Odemira recebe 7.º encontro de Cidades e Vilas Resilientes

A vila de Odemira recebe, nos dias 12 e 13 de Janeiro de 2023, o 7º encontro das Cidades e Vilas Resilientes, um encontro anual que reúne técnicos e responsáveis das entidades públicas que gerem os territórios no âmbito da segurança e proteção civil e das adaptações às alterações climáticas, bem como investigadores do meio académico. 

A sessão de abertura conta com a presença da Secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, e do Presidente da Câmara Municipal de Odemira, Hélder Guerreiro.

Em debate estarão temas como as Cidades Resilientes, a Plataforma Nacional Para a Redução do Risco de Catástrofes, a actualidade e impactos futuros das Alterações Climáticas, o novo paradigma do modelo de gestão do risco de incêndio em caso de Incêndios Extremos, o papel da Safe Communities em matérias de Proteção Civil e Segurança em Portugal, o desafio de acumulação de serviços entre Serviço Municipal de Proteção Civil e Policia Municipal, a implementação e dinâmica da Central Integrada de Operações, a implementação da Plataforma Local para a Redução do Risco de Catástrofes, o Sistemas de Aviso de Alerta de Tsunamis, gestão da inclusividade em contexto de emergência, o planeamento e preparação das Zonas de Concentração de Apoio à População ou as Unidades/Bairros Locais de Protecção Civil.

O Município de Odemira foi reconhecido pela ONU como “Cidade Resiliente” em Dezembro de 2021, juntando-se aos mais de 40 Municípios que integram esta rede.

A rede de Cidades e Vilas Resilientes é orientada para a redução local do risco de catástrofes e para a resiliência das cidades, através da campanha lançada em 2010 pela Organização das Nações Unidas. Esta campanha tem como objevtivo promover um levantamento prévio de riscos naturais, tecnológicos e mistos, de planeamento de vários cenários possíveis e a realização de um trabalho de sensibilização e prevenção directamente com as comunidades, para que quando o acidente grave e/ou catástrofe acontecer, todos saibam o papel a desempenhar, e desta forma o seu impacto seja menor e a recuperação mais célere.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos