(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2024 - CM Lagos - Programa Vacinação Infantil

Inauguração de 40 fogos de habitação em regime de renda convencionada em Paderne

Inauguração de 40 fogos de habitação em regime de renda convencionada em Paderne

O presidente da Câmara Municipal de Albufeira sublinhou que a construção dos 40 fogos, do Complexo Habitacional da Ladeira da Fonte, Paderne, da autoria do arquiteto Nelson Gaitinha, “cumpre os mais elevados padrões de qualidade”, sendo constituído por cinco edifícios, jardins, dois parques infantis e 48 lugares de estacionamento.

José Carlos Rolo sublinhou tratar-se de “um espaço privilegiado, com uma paisagem deslumbrante sobre a aldeia de Paderne”. Os apartamentos dispõem de todos os equipamentos básicos, nomeadamente placa elétrica e a gaz, forno, esquentador, frigorífico e coletores solares para aquecimento da água, o que permite uma poupança energética para os moradores na ordem dos 40%. “Trata-se de um complexo habitacional com classificação energética B”, concretizou.

A construção dos 40 fogos envolveu um investimento de aproximadamente 4,6 milhões de euros, a que se somam 115 mil euros para os arranjos exteriores e 27 mil euros para a execução do projeto. “A obra não contou com financiamento externo: foi excecutada com verbas do orçamento municipal, ou seja com o dinheiro de todos nós, e é a confirmação de que não estamos parados e fazemos as obras necessárias”, afirmou.

José Carlos Rolo aproveitou para elogiar todos os técnicos envolvidos no processo, bem como o representante da empresa construtora (Ferreira Construções), pela eficácia em levar a obra a bom porto. O autarca disse que se tratou de um processo moroso. “A primeira pedra foi lançada a 2 de fevereiro de 2021 e dois anos depois, aqui estamos a inaugurar e a entregar as primeiras chaves, o que apesar de toda a burocracia envolvida até nem demorou assim tanto tempo”, concluiu.

O autarca manifestou estar muito feliz, por se tratar de uma obra essencial para a qualidade de vida dos munícipes. “Todos têm direito a uma habitação digna e, a partir de hoje, estas famílias têm todas as condições para aqui criarem os seus filhos e serem felizes, com a vantagem de os moradores serem maioritariamente pessoas jovens que irão contribuir para o crescimento e rejuvenescimento da freguesia. O concelho de Albufeira carece de habitação para arrendar compatível com os rendimentos das famílias, dos jovens e dos profissionais de várias áreas que têm dificuldade em vir para aqui trabalhar e aqui se fixarem, nomeadamente no Turismo, educação, saúde, construção civil entre outras áreas, daí considerarmos tão importante a construção de fogos de habitação convencionada”.

Refira-se que o programa de Renda Convencionada procura dar resposta à população, que não se podendo integrar em programas de arrendamento apoiado, não tem acesso a qualquer tipo de resposta social. Trata-se de um regime aplicável às habitações de que a autarquia é proprietária, as quais se pretende arrendar por valores inferiores aos preços médios praticados no mercado de arrendamento privado. Podem beneficiar deste Programa os agregados familiares que cumpram uma taxa de esforço entre 15% e 45%, e os critérios definidos no regulamento municipal referente a esta medida.

Antes dos discursos, o padre Samuel Camacho procedeu à bênção do Complexo Habitacional da Ladeira da Fonte.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos