Acesso Reservado

Entre na sua conta.

(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir

Enough is Enough - Os Algarvios Exigem Respostas!

Enough is Enough - Os Algarvios Exigem Respostas!

Em face da notícia, confirmada hoje, de que Portugal foi excluído do corredor turístico do Reino Unido, a Comissão Política Distrital de Faro do CDS-PP deliberou emitir o seguinte comunicado:

1.º- O Algarve foi hoje confrontado com a notícia que mais temia: o Reino Unido excluiu Portugal da lista de destinos turísticos seguros, no âmbito da pandemia COVID-19! A confirmação desta notícia, que vinha sendo avançada há mais de uma semana, constitui um sério e duríssimo golpe na actividade económica da região, que, como é público, depende em grande medida do turismo, sendo o Reino Unido o principal mercado emissor de turistas que chegam todos os anos ao Algarve;

2.º- Depois de três meses em que nos “venderam” a maravilhosa narrativa do milagre português no combate à pandemia, o Governo da República, perante a mais que anunciada exclusão de Portugal da lista britânica de destinos seguros, optou por “enterrar a cabeça na areia”, falhando clamorosamente na diplomacia e, em jeito de resignação, optou hoje por um discurso ridículo de auto-justificação, em que o Governo do Reino Unido parece ser a fonte de todos os males;

3.º- Os Algarvios, em plena época que deveria ser alta para o turismo, vêem-se confrontados com um cenário de verdadeira catástrofe económica, que faz o recear o pior nos meses que faltam até ao Outono. Mais que manobras de marketing e operações de charme do Dr. António Costa, o Algarve e os Algarvios precisam de respostas urgentes: o que vai fazer, em concreto, o Governo português para reverter esta decisão do Governo britânico? Que medidas concretas de apoio à economia da região vai o Governo aplicar, no sentido de minorar o iminente descalabro económico e social que se está a abater sobre o Algarve, sobre as suas empresas e sobre os seus habitantes?

4.º- Pese embora a resiliência, a capacidade de adaptação e de trabalho dos Algarvios, neste momento, perante as dificuldades e os duros problemas que se abateram sobre a região, a sua economia e as suas empresas, o mínimo que o Algarve e os Algarvios exigem do Governo da República é um plano de ajuda económica e social, que responda, de forma específica e diferenciada, aos gravíssimos problemas conjunturais e às especificidades de uma região como o Algarve. Não precisamos de conversas de circunstância, nem do spin a que alguns políticos já nos habituaram. Exigimos nesta altura respostas e medidas à altura das dificuldades que já atravessamos;

5.º- O CDS – PP Algarve considera que toda a região deve estar unida neste momento difícil, sendo indispensável que AMAL, partidos políticos, sindicatos, associações patronais, Região de Turismo e demais agentes económicos e sociais consigam congregar-se em torno de um “pacto de recuperação económica” da região, a apresentar ao Governo, que permita combater o longo inverno económico e social que se avizinha.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos