(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2021 - Concurso de Fotografia

DECO Algarve explica como diminuir o consumo de energia e baixar a factura da electricidade

DECO Algarve explica como diminuir o consumo de energia e baixar a factura da electricidade

"Na nossa casa, a factura da electricidade é sempre muito elevada. Temos tentado diminuir o consumo de energia, comprando electrodomésticos mais eficientes. No entanto, não estamos a conseguir". A par de afirmações como estas, a DECO informa...

Fazer com que a factura da electricidade baixe é um desafio para muitos portugueses, já que esta é uma elevada despesa a ter em conta no final do mês. Muitas pessoas optam por comprar electrodomésticos mais eficientes, numa tentativa de baixar o consumo de energia, mas nem sempre surte efeito. Porquê? Devido ao efeito ricochete ou ‘rebound’, explica a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO).

Na verdade, «não basta ter equipamentos eficientes», afirma a DECO. «É também necessário adoptar comportamentos eficientes, mesmo depois de implementar medidas de eficiência energética, como comprar electrodomésticos mais eficientes», para que o consumo diminua, explica, acrescentando que, «ao instalar uma lâmpada LED, que é mais eficiente, muitos consumidores acabam por deixar as luzes acesas com mais frequência do que antes. Este novo comportamento levará a um aumento do consumo de energia e a uma redução das poupanças esperadas com a aquisição da lâmpada. A ideia de eficiência da lâmpada pode levar, inconscientemente, a gastar mais, além do investimento feito».

Compra uma máquina de lavar roupa energeticamente eficiente. Sabendo que este é um eletrodoméstico eficiente, decide colocá-la a trabalhar de dois em dois dias com pouca roupa. Desta forma, acaba por gastar mais energia e lá se vai a poupança!

Em suma, fique atento para não deixar escapar as poupanças obtidas com a melhoria da eficiência energética da sua casa com a compra de mais equipamentos que gastam energia, ou com a utilização intensiva e desnecessária dos novos equipamentos, só porque são eficientes. De acordo com a DECO, «Equipamentos eficientes necessitam de comportamentos eficientes» e «por vezes, bastam gestos simples para pouparmos mais».

  • PARTILHAR   

Outros Artigos