(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre

CCDR Algarve, segurança social e município de Faro em visita de trabalho ao centro de acolhimento de emergência social e horta solidária do banco alimentação do Algarve

CCDR Algarve, segurança social e município de Faro em visita de trabalho ao centro de acolhimento de emergência social e horta solidária do banco alimentação do Algarve

A Presidência da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve reuniu-se no Centro de Acolhimento de Emergência Social (CAES) com o Movimento de Apoio a Problemáticas Sociais (MAPS) e na Horta Solidária com o Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve (BACF), ambos em Faro, numa visita de trabalho articulada e em conjunto com a Direcção Regional do Instituto da Segurança Social e o Município de Faro.

O Presidente da CCDR Algarve, José Apolinário, sublinhou o trabalho de proximidade desenvolvido pelas duas associações na Região, permitindo melhorar as respostas às questões sociais e atenuar as desigualdades verificadas na região, com apoio de fundos europeus previstos no âmbito do Programa Regional Algarve 2030, em particular na vertente da inclusão em favor da igualdade de oportunidades, da não discriminação e da melhoria da empregabilidade, em particular para grupos desfavorecidos. Foram passados em revista os projectos em curso, identificadas acções imediatas a desencadear e delineadas as possibilidades futuras de reforço das respostas sociais integradas, designadamente na inovação social e na formação e capacitação para a inclusão.

Sendo considerado um projecto inovador e o primeiro do País, em termos de dimensões e características, o CAES funciona desde Setembro deste ano em instalações cedidas pela Direcção Regional de Agricultura e Pescas (DRAP) do Algarve e dispõe de 17 quartos, refeitório, cozinha, lavandaria, sala comum e gabinetes de enfermagem e de atendimento personalizado, rodeados por um espaço verde, permitindo acolher, num período máximo de seis meses, 46 utentes em situação desfavorecida ou vulnerável, com vista à sua reintegração na sociedade.

Esta resposta é complementar ao projecto LEGOS, que procura promover a integração de cidadãos em situação de sem-abrigo no Algarve, o qual actua em três vertentes: na constituição de uma equipa multidisciplinar de intervenção sob o modelo de gestor de caso, na criação de um centro ocupacional e na promoção de acções de sensibilização e combate ao estigma.

Resultante da parceria de cinco entidades (MAPS, GATO, GRATO, APF e CASA), juntamente com sete municípios (Albufeira, Faro, Lagos, Loulé, Portimão, Tavira e Vila Real de Santo António), que no âmbito dos respectivos Conselhos Locais de Acção Social se mobilizaram para apoiar e suportar este processo, o projecto LEGOS prevê apoiar 593 pessoas em situação de sem abrigo, orientando todo o processo de reinserção social, contando com um apoio de 720.000 € do Fundo Social Europeu (FSE), através do Programa Regional do Algarve – CRESC ALGARVE 2020.

Por seu turno, a Horta Solidária é um projecto desenvolvido pelo Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve (BACF), em parceria com a Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares e o Ministério da Justiça, através da Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, contando com os apoios da DRAP Algarve, Municípios de Faro e Loulé, Universidade do Algarve, ARS Algarve, ALGAR, PLANTALGARVE, VIDAVERDE, EQUINOSTRUM, Centro Hípico de Loulé, MAPS, GATO, ACASO, EXISTIR, AAPCDAM e ASMAL, permitindo complementar a oferta de bens disponíveis e distribuir um cabaz alimentar alinhado com os princípios da Dieta Mediterrânica aos seus beneficiários.

Por último, o presidente da CCDR aproveitou a oportunidade para dar nota que a proposta de Programa Regional ALGARVE 2030 consagra mais de 30% da dotação global do FSE+ para as temáticas da Inclusão Social de grupos particularmente vulneráveis.

Na oportunidade, referiu ainda que os projectos de intervenção junto de pessoas em situação de sem abrigo, bem como novas respostas de inovação social, continuarão a beneficiar do apoio do ALGARVE 2030.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos