(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre
(Z4) 2024 - CM Lagos - Agenda de Eventos

“Café do Bairro” e restaurante italiano “Pizza AlForno”, em Lagos, assaltados durante a madrugada de terça-feira, com pedra a partir portas de vidro de entrada para roubar dinheiro

“Café do Bairro” e restaurante italiano “Pizza AlForno”, em Lagos, assaltados durante a madrugada de terça-feira, com pedra a partir portas de vidro de entrada para roubar dinheiro

Polícia de Segurança Pública de Lagos investiga o sucedido.

Não pára de aumentar a vaga de assaltos a estabelecimentos de restauração em Lagos, para roubar moedas, numa situação ligada ao tráfico e consumo de estupefacientes. Desta vez, os alvos foram o “Café do Bairro”, situado na Rua Dr. José Francisco de Matos Nunes da Silva, perto da Clínica “A Lacobrigense”, e o restaurante italiano “Pizza AlForno”, no Edifício Trindade, a poucos metros do supermercado da “Spar” e do Banco Montepio, junto à Estrada da Ponta da Piedade.

.

Vinte euros em moedas roubados de uma gaveta, às 3.30 horas da madrugada, por um indivíduo encapuzado e em apenas oito segundos

.

O método continua a ser o mesmo: uma pedra da calçada para partir o vidro da porta de entrada. Segundo apurou o Correio de Lagos, no “Café do Bairro”, o assalto foi registado cerca das 3.30 horas da madrugada do dia 4 de Abril de 2023 (terça-feira), tendo sido levados vinte euros em moedas que se encontravam na gaveta da caixa registadora. «Pelas imagens das câmaras de vídeo-vigilância, dá para ver que é um indivíduo com um capuz na cabeça, tendo demorado oito segundos a assaltar o meu estabelecimento, após tocar o alarme», disse, ao nosso Jornal, o proprietário do “Café do Bairro”, José Luís Fonseca.

O novo vidro da porta deverá custar mais de mil euros. Além disso, uma nova mola dessa porta obrigará aquele empresário ao dispêndio de mais dinheiro, num total superior a dois mil euros. No local estiveram agentes da Polícia de Segurança Pública (PSP) de Lagos, que procedem a investigações.

.

José Luís Fonseca, proprietário do “Café do Bairro”: «Tenho três filhos para cuidar. Não dá para passar a noite aqui»

.

O dono do “Café do Bairro”, que em oito anos de actividade profissional é a primeira vez que foi assaltado, não pensa em ficar a guardar o seu próprio estabelecimento durante a noite. «Tenho três filhos para cuidar. Não dá para passar a noite aqui», referiu José Luís Fonseca, acrescentando que o assalto «só me provoca chatices.»

Como o Correio de Lagos testemunhou no local, a pedra da calçada, utilizada pelo ladrão neste assalto, encontrava-se, na terça-feira à tarde, junto a uma parede do exterior do estabelecimento e perto da esplanada do mesmo.

.

Proprietária do restaurante italiano “Pizza AlForno” não quis prestar declarações ao nosso Jornal

.

Já a proprietária do restaurante italiano ‘Pizza AlForno’, também alvo de assalto durante a madrugada de 4 de Abril, após confirmar o sucedido, recusou prestar declarações à nossa reportagem. «Não quero dizer nada», limitou-se a dizer a senhora. O Correio de Lagos sabe, entretanto, que o suspeito levou uma gaveta com dinheiro, o que a empresária não quis confirmar, após ter subido a escada de acesso ao estabelecimento e partido o vidro da porta de entrada com uma pedra.

Agentes da PSP de Lagos foram vistos de manhã no local, depois do alerta da proprietária deste restaurante assaltado e numa altura em que ainda havia vidros partidos e espalhados pelo chão.

.

Swkvyit Singh, dono de um restaurante indiano, situado em frente ao Banco Montepio: «Tive de tirar o lixo para poder entrar no meu restaurante às 5.30 horas». Nessa altura, encontrou, à porta, um saco com restos de peixe, garrafas de cerveja e de refrigerantes, retirado de um contentor

.

Num outro lado da estrada, o empresário luso-indiano Swkvyit Singh, dono de um restaurante, contou, na terça-feira à tarde, ao nosso Jornal, que quando chegou, pelas 5.30 horas da madrugada, ao seu estabelecimento, estava «à minha porta um saco de lixo espalhado, com restos de peixe, garrafas de cerveja e latas de refrigerantes, retirados de um pequeno contentor arrancado na zona.»

«Tive de tirar o lixo para poder entrar no meu restaurante», lembrou Swkvyit Singh, que “não sabe o que se passou” na origem desta ocorrência. O empresário vai apresentar uma reclamação na Câmara Municipal de Lagos, enquanto que no interior do estabelecimento irá colocar as câmaras de vídeo-vigilância também voltadas para o acesso ao seu restaurante.

.

Homem com o rosto destapado e já conhecido por vários assaltos, tentou levar gaveta da caixa registadora, na terça de manhã, de uma loja de roupas, situada na Rua da Oliveira, em Lagos, tendo fugido, sem nada roubar, ao ouvir gritos da funcionária e de vários populares

.

Entretanto, e já após a conclusão desta reportagem, o nosso Jornal conseguiu apurar, junto de populares, que um homem, desta vez com a cara destapada, entrou, por volta das 10.00 horas também de terça-feira, 4/4/2023, numa loja de roupas e outros artigos, situada numa esquina da Rua da Oliveira, em Lagos, tendo-se dirigido à gaveta da caixa registadora na altura em que a funcionária estava numa escada do interior do estabelecimento. Valeram os gritos da senhora, quando se apercebeu da tentativa de assalto, e de populares na zona, para o homem fugir da loja, sem nada ter roubado.

.

«Ele sabe que está para ser preso e continua a assaltar estabelecimentos»

.

O indivíduo terá sido reconhecido por outros empresários, igualmente vítimas de assaltos nessa área da cidade. «Ele sabe que está para ser preso e continua a assaltar estabelecimentos. São mais os prejuízos que provoca, com vidros partidos e outros estragos, do que o dinheiro que leva das gavetas das caixas registadoras», confidenciaram, ao Correio de Lagos, vários populares. Já a companheira do suspeito terá desabafado: «ele é assim e eu não posso fazer nada...»

  • PARTILHAR   

Outros Artigos