(Z1) 2022 - CM de Vila do Bispo - Birdwatching
(Z4) 2022 - Projecto Águas Sem Fronteiras

Associação Limpeza Urbana lança campanha contra dejectos caninos a nível nacional

Associação Limpeza Urbana lança campanha contra dejectos caninos a nível nacional

A Associação Limpeza Urbana – Parceria para Cidades + Inteligentes e Sustentáveis (ALU) está a lançar uma campanha de sensibilização para que os cidadãos não deixem os dejectos dos seus animais nas ruas ou nos parques públicos, abrangendo um total de nove municípios portugueses em simultâneo.

Águeda, Braga, Cascais, Castelo Branco, Lagos, Loulé, Mafra, Viana do Castelo e Vila Franca de Xira, são os municípios envolvidos.

Os dejectos caninos são um dos principais problemas de limpeza urbana identificados pelos municípios portugueses, de acordo com o inquérito realizado no âmbito do estudo “Importância e impacto do sector da Limpeza Urbana em Portugal”, apresentado em 2021 pela ALU. Além da questão visual, os dejectos caninos podem acarretar problemas de saúde pública, com a propagação de doenças nos seres humanos, e ainda, problemas ambientais, com a contaminação do solo e da água.

Os gestores públicos debatem-se com o problema dos dejectos caninos nas cidades desde o século XIX, quando um maior número de pessoas começou a ter animais de estimação nas suas habitações. Apesar das campanhas de sensibilização e outras medidas coercivas que foram sendo implementadas, a verdade é que, hoje, este continua a ser um problema de cidades como Paris, Londres, Nova Iorque ou qualquer cidade portuguesa”, observa Luís Almeida Capão, presidente da direção da ALU. “Hoje, muitos municípios têm equipamentos específicos para a recolha destes resíduos, mas não podemos desresponsabilizar os cidadãos face à tecnologia existente, até porque isso tem impacto significativo nos custos da limpeza urbana”, observa o representante da ALU.

Com esta campanha a associação não pretende apenas sensibilizar para a necessidade da tomada de consciência e de acção, por parte dos cidadãos, mas também lembrar que os utilizadores dos espaços públicos podem ter um papel mais ativo, exigindo que os donos dos animais de estimação tenham um comportamento cívico e responsável perante a comunidade. “As ruas, os parques urbanos e qualquer espaço público é do cidadão e deve ser usufruído em iguais condições por todos. Por isso, cada um tem de ser responsável pelo seu lixo e pelos dejectos dos seus animais”, diz Luís Almeida Capão.

Esta campanha, à semelhança de outras protagonizadas pela ALU, foi desenvolvida pela ALU, sendo personalizada para cada um dos municípios associados envolvidos. Está patente em formatos digitais, mupis, outdoors, dispensadores de sacos para a colocação de dejectos caninos, transportes públicos, entre outros.

Sobre a Associação Limpeza Urbana

Primeira associação nacional especificamente dedicada ao tema da limpeza urbana, a ALU regista hoje 44 associados entre municípios, juntas de freguesia, empresas municipais e empresas privadas fornecedoras de serviços e equipamentos, num total de mais de 1,5 milhão de habitantes abrangidos. Em 2021, publicou o primeiro estudo nacional sobre o tema da Limpeza Urbana, uma investigação que caracterizou todo o sector, ainda pouco explorado no país, revelando o peso socioeconómico gerado pela recolha de resíduos nas cidades portuguesas: 11.880 postos de trabalho directos e 7.450 indirectos, além de um impacto de 468 milhões de euros (Valor Acrescentado Bruto - VAB) na economia nacional. Ainda no ano passado, a ALU organizou o III Encontro Nacional de Limpeza Urbana, em Braga, reunindo, em três dias, mais de 800 participantes numa conferência com 40 oradores nacionais e internacionais e uma exposição com 28 expositores nacionais e ibéricos. Actualmente, o IV Encontro Nacional de Limpeza Urbana já está em fase de preparação, com o programa a ser revelado em breve.

www.associacaolimpezaurbana.org

  • PARTILHAR   

Outros Artigos