(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre
(Z4) 2024 - CM Lagos - Agenda de Eventos

Albufeira inaugura requalificação e ampliação da EB2,3 Diamantina Negrão no Dia Mundial da Criança

Albufeira inaugura requalificação e ampliação da EB2,3 Diamantina Negrão no Dia Mundial da Criança

O presidente da Câmara Municipal recordou que “há 20 anos tínhamos todas as escolas em regime duplo, o que comportava uma enorme sobrecarga, com a escola a funcionar continuamente, o que fazia com que não houvesse espaços disponíveis para atividades extracurriculares e para a socialização dos miúdos”.

José Carlos Rolo aproveitou para destacar que “a Escola não passa apenas pelos conhecimentos académicos, depende também, e muito, das aprendizagens que se fazem em comunidade e no grupo de brincadeiras e nós, os adultos, temos a responsabilidade de zelar por deixarmos uma geração melhor e mais tolerante”.

Aquando da crise de 2009 perdemos muitas crianças e ficámos com salas vazias, mas de um momento para o outro a população começou a crescer e vimo-nos obrigados a encontrar soluções, nomeadamente a construir mais escolas e a ampliar outras para que mais crianças pudessem frequentar o ensino oficial no nosso concelho, sublinhou o autarca. “Neste momento continuamos na fase de crescimento, pelo que se prevê o lançamento de mais uma série de novas obras, entre as quais a ampliação do Jardim de Infância de Ferreiras, as Escolas Secundária e Francisco Cabrita e vários Jardins de Infância (Correeira, Vale Rabelho, Caliços, entre outros equipamentos escolares), projetos que faremos avançar logo que haja financiamento, sendo que esperamos contar com algumas verbas do PRR”.

Refira.se que a Empreitada de Remodelação e Ampliação da EB2,3 Diamantina Negrão, que arrancou em outubro de 2020, envolveu duas fases: a primeira consistiu na construção de um novo bloco escolar com mais sete salas de aula (4 laboratórios, 1 sala de TIC, 1 sala destinada aos cursos de CEF – Educação e Formação para jovens, 1 sala de aula normal), a retirada de todo o amianto existente nas coberturas da escola e a construção de um campo exterior destinado à prática do basquetebol. A segunda fase envolveu a ampliação do Pavilhão Desportivo pré-existente, com colocação de pavimento de madeira e a criação de uma nova sala, ampliação dos balneários, implementação de um novo sistema de aquecimento de águas, construção de mais um pavilhão de raiz e ampliação da cozinha.

O valor das obras ascendeu a 2,4 milhões de euros, investimento em parte suportado pelos Fundos do Portugal 2020 em cerca de 40 por cento.

Vítor Ferraz, Diretor do Agrupamento de Escolas de Ferreiras, disse estar muito satisfeito, tendo agradecido à Câmara Municipal, na pessoa do seu presidente, à construtora e aos serviços da autarquia envolvidos a concretização da obra que fez com que a Escola ficasse com todas as condições para desempenhar a sua função principal – ensinar as crianças – tendo destacado que não deve haver muitas escolas no Distrito que disponham de três espaços desportivos, o que possibilita que haja várias aulas em simultâneo e excelentes laboratórios, onde os alunos podem desenvolver diversas experiências, como as que acabámos de ver há pouco (a ativação de um vulcão), em colaboração com as professoras de ciências e física”.

Refira-se que todos os convidados tiveram oportunidade de visitar as várias salas, com destaque para a sala de música, onde os alunos brindaram os presentes uma bonita melodia tocada nas flautas, a sala de informática Interativa, o Pavilhão Desportivo e o campo de jogos exterior.

Vítor Ferraz referiu a falta de terrenos junto à escola devido à pressão turística, no entanto “depois destas excelentes obras há a necessidade de se criar um espaço de convívio para os jovens poderem socializar sem ficarem agarrados apenas aos telemóveis”. Paralelamente falou no projeto de ampliação da Escola de Ferreiras, que já está em condições de ser apresentado à CCRA, um projeto desenvolvido a pensar na escola, mas, igualmente, virado para a comunidade”. Olhamos para o futuro com alegria e confiança, concluiu o Diretor do Agrupamento de Escolas de Ferreiras.

Alexandre Lima, Diretor Regional da Educação do Algarve, manifestou também “uma enorme alegria por estarmos aqui a assistir à inauguração desta obra, mais concretamente à reabilitação e ampliação da Escola Diamantina Negrão, num concelho que tanta falta faz”. Desde 2001 que se tem verificado o crescimento do número de residentes em Albufeira, o que tem produzido um impacto significativo ao nível da população escolar e da ocupação dos estabelecimentos de ensino. “A Câmara Municipal de Albufeira está atenta e empenhada para que as escolas do concelho tenham todas condições para acolher este acréscimo de alunos, bem como para os professores e restante pessoal auxiliar desempenharem as suas funções com a qualidade exigida”. Esta obra é um bom exemplo disso, conclui aquele responsável.

No final das intervenções os alunos preparam um beberete para os convidados, que primou pela qualidade dos produtos e do serviço, bem como pela simpatia com que serviram os doces e bebidas por si preparados.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos