(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre
(Z4) 2024 - CM Lagos - Marchas Populares

A ETAR de Lagos recebeu a visita do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, José Duarte Piteira Rica Silvestre Cordeiro e do Secretário de Estado do Ambiente, Hugo Polido Pires

A ETAR de Lagos recebeu a visita do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, José Duarte Piteira Rica Silvestre Cordeiro e do Secretário de Estado do Ambiente, Hugo Polido Pires

Investimento em Lagos de 16,5 Milhões de euros

A ETAR de Lagos situa-se no Sítio das Portelas, nos arredores de Lagos e serve actualmente a Cidade de Lagos e outras localidades do Concelho, designadamente, Bensafrim, Portelas, Sargaçal, Odiáxere, Torre, Chinicato, Telheiro e Praia da Luz.

Numa visita que se realizou no dia 01 de Março à ETAR de Lagos, pelos Ministro do Ambiente e da Ação Climática, José Duarte Piteira Rica Silvestre Cordeiro e o Secretário de Estado do Ambiente, Hugo Polido Pires, foi possível verificar o avançado estado das obras de remodelação desta infra-estrutura.

A ETAR de Lagos encontra-se actualmente em obras de reabilitação as quais têm como principais objectivos a beneficiação da linha de tratamento da fase líquida integrando as etapas de pré-tratamento, decantação primária, tratamento biológico e decantação secundária. No que se refere à linha de tratamento da fase sólida, esta incluirá as etapas de espessamento, digestão anaeróbia e desidratação.

A empreitada de Reabilitação da ETAR de Lagos foi submetida a um procedimento concursal internacional, sendo adjudicada ao consorcio formado pelas empresas ECOCIAF, CONSTRUÇÃO CIVIL E OBRAS PÚBLICAS, LDA, OLIVEIRAS, S.A. e SUEZ TREATMENT SOLUTIONS, S.A., pelo valor global de 13.229.190,00 EUR (treze milhões, duzentos e vinte e nove mil, cento e noventa euros), com exclusão do IVA e com um prazo de execução de 870 (oitocentos e setenta) dias.

A obra objecto de “Reabilitação da ETAR de Lagos” consiste na:

  1. Construção de uma nova tratamento por lamas activadas em novo(s) reactor(es) biológico(s) e demolição da linha de leitos perculadores e respetivos decantadores existente;
  2. Reabilitação da linha de tratamento por lamas activadas em regime de média carga (arejamento existente) na vala de oxidação existente, mantendo os decantadores existentes associados a esta linha e à nova linha, incluindo reabilitação dos decantadores primários e respectivas condutas:
  3. Construção de um tanque de homogeneização de caudais face à variabilidade da qualidade que chega à ETAR, nomeadamente intrusão salina;
  4. Reabilitação da obra de entrada, incluindo, nova tamisagem da afluência, desarenamento e remoção de gorduras (reabilitação), medição de caudal (reabilitação);
  5. Melhoramento ao nível do sistema de desidratação de lamas, com a instalação de novas centrifugas e silos de lamas;
  6. Implementação de um sistema de desodorização que trata os principais órgãos, nomeadamente: EEAR Final (na cidade de Lagos), Pré-tratamento (tamisagem, desarenamento e desengorduramento), tratamento dos subprodutos (tamisagem, desarenamento e desengorduramento), tanque de homogeneização, decantação primária, espessamento das lamas, estações elevatórias de lamas, tanque de lamas digeridas, desidratação de lamas, silo de lamas desidratadas, edifício de descarga de lamas desidratadas.
  7. Reabilitação do edifício de exploração, nomeadamente no que respeita às instalações sanitárias e outras questões de segurança e operacionalidade identificadas.

Alguns dados da ETAR:

A ETAR de Lagos iniciou o seu funcionamento em 1995, tendo sido dimensionada, numa primeira fase, para servir uma população equivalente de 75.000 habitantes, tendo por base leitos percoladores. Esta primeira fase, de acordo com o Relatório Final de Avaliação das Infraestruturas de Saneamento do Concelho de Lagos, refere que a construção da ETAR de Lagos (1.ª Fase) terá tido um valor de comparticipação comunitária no montante global de 1.835.713,64 EUR, ao abrigo do Programa FEDER.

Em 2005 a Águas do Algarve, S.A. iniciou a operação desta ETAR, tendo em 2011 promovido um investimento de 167.000€

O contrato para a execução da atual empreitada foi assinado em 2021/03/02, tendo merecido o visto do Tribunal de Contas em 2021/05/17.

- Capacidade de atendimento: 138.000 hab. eq.

- Investimento total: 16,5M€

- Cofinanciado pelo POSEUR no montante de 10.401.497,67€

  • PARTILHAR   

Outros Artigos