(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre

IR MAIS ALÉM

IR MAIS ALÉM

Artigo de opinião JOSÉ VELOSO

O conhecimento da história ensina que no mundo sempre houve gente insatisfeita,

que quis ir mais além, no rumo das coisas à sua volta.

 

Um dia houve, em Lagos, em que cidadãos se reuniram em torno de uma ideia para a sua cidade que por mim lhes foi exposta e foi decidido adopta-la e desenvolve-la. Era uma ideia com uma apreciável dose de sonho visionário mas, estando solidamente ancorada no que de mais significativo existe na verdade histórica do percurso desta cidade e das suas gentes pelos tempos, apresentava-se não só viável, mas no local próprio, no momento próprio, com a dimensão própria, com os meios próprios.

Ao primeiro encontro outros se seguiram, o grupo original endereçou convites para novas participações e resultou um caderno intitulado FORUM DOS DESCOBRIMENTOS, PROPOSTA, em que se afirmava que será a forma dinâmica de corresponder à necessidade nacional de sistematização do estudo, do entendimento e da divulgação dos Descobrimentos Portugueses, suas motivações e seus efeitos no Mundo, vistos ao mais elevado nível cultural, técnico e científico. Pretendia-se  usar os Descobrimentos como factor qualitativo de desenvolvimento integrado e como elemento de referência identitária no plano internacional. A  intenção era: o FORUM DOS DESCOBRIMENTOS será instalado no edifício dos (então) actuais Paços do Concelho e praças adjacentes. Com o objectivo de integrar este projecto no quotidiano de Lagos. O programa das instalações era: átrio com passos perdidos, cafetaria e esplanada; auditório; museu dos descobrimentos; observatório dos descobrimentos com banco de dados; serviços gerais. O Forum dos Descobrimentos seria apoiado no Conselho Científico Internacional. Como metodologia, propunha-se a criação de um Grupo de Trabalho residente  com coordenador e o Estabelecimento de  um plano de acção a curto prazo. Uma conferência de imprensa de repercussão nacional e internacional, anunciaria a criação do Forum dos Descobrimentos em Lagos. 

Era uma ideia de coragem, uma ideia com força para mobilizar tudo o que, na cidade de Lagos, é capaz de pensar  em fazer o que ninguém fez. De ser capaz de ir mais além do que a rotina e a acomodação do pensamento ao nível da banalidade que fica satisfeita com pequenas obras de arranjos em gabinetes. Era uma ideia que exigiria uma nova mentalidade, capaz de pensar o Forum dos Descobrimentos como um grande referencial internacional, identificado por destacada evidência na cidade e com superior qualidade de forma e de meios, para recolocar Lagos no centro mundial das atenções sobre os Descobrimentos Portugueses. Capaz de se elevar à escala de Lagos do início das navegações  quatrocentistas, de ter a visão  de Lagos projectada no mundo para além do turismo dos bares, esplanadas, hoteis de 5 estrelas e gabinetes de estudos. Capaz de seguir na senda dos navegadores lacobrigenses de antanho e influenciar o conhecimento e o saber no mundo. É esta a dimensão pensada para o Forum dos Descobrimentos em Lagos.

Esta ideia foi transcrita para uma Proposta (de que são retiradas as citações em itálico) apresentada à Câmara Municipal, com a exibição de um «power-point» elucidativo. Estavamos em 2005, há portanto 14 anos. Entretanto, muita água correu debaixo das pontes, várias  ocorrências, que não vou referir, tiveram lugar nesta matéria. Nada foi realizado.

A surpresa veio em notícia na Revista Municipal. A Câmara Municipal vai instalar em espaços dos antigos Paços do Concelho, o que diz chamar-se Forum dos Descobrimentos.  Só por isto é legitima a preocupação de que se está a anos-luz de distância dos conceitos, da metodologia e da forma, portanto dos conteudos e dos efeitos, da ideia apresentada à Câmara Municipal por cidadãos de Lagos. Ora bem. Vão ser destinadas uns gabinetes nos antigos Paços do Concelho, para actividades, certamente muito interessantes, sobre os Descobrimentos ? Pois se não há capacidade para ir mais além, nada a dizer. Que se faça. Mas se não se pretende executar a ideia do Forum dos Descobrimentos, então haja honestidade, seja dado o nome que se quiser ao que se vai fazer, como, por exemplo, recuperar o Centro de Estudos Gil Eanes, chamar à vida a Comissão Municipal dos Descobrimentos, ou inventar novo nome.

Mas que não se tome o feio papel do oportunista sem escrúpulos, que não seja roubado o nome que é duma ideia, só porque não se consegue chegar à sua dimensão. Que não seja usado, para o que a Câmara Municipal anunciou, um nome que tem autoria para outra coisa, totalmente diferente no conceito e na forma.Em suma, que não sejam esquecidos princípios éticos e criado motivo de vergonha, que a Câmara Municipal não diga que vai instalar o Forum dos Descobrimentos. Não é verdade.

José Veloso

Junho 2019

  • PARTILHAR   

Outras Opiniões

: