(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre
(Z4) 2024 - CM Lagos - Agenda de Eventos

Quase 5 mil alunos já aprenderam sobre doenças raras nas escolas portuguesas

Quase 5 mil alunos já aprenderam sobre doenças raras nas escolas portuguesas

Projeto da RD-Portugal “Informar sem Dramatizar” combate estigmas e promove literacia em saúde

Criado em 2021, o projeto “Informar sem Dramatizar” já alcançou 51 escolas, 244 turmas e chegou a 4840 alunos até ao ano letivo de 2022/2023.

Esta iniciativa da União das Associações das Doenças Raras (RD-Portugal), destinada às crianças e aos jovens do pré-escolar, do 1.º, 2º e 3º ciclos e do ensino secundário, pretende continuar a divulgar e abordar o tema das doenças raras sem estigmas, desconstruindo mitos, nas escolas em Portugal e nas instituições de ensino de língua portuguesa fora do país. Para o ano letivo 2023/2024, a RD-Portugal pretende aumentar estes números.

O programa do “Informar sem Dramatizar” consiste na distribuição, junto das escolas, de materiais informativos e didáticos que ensinem as crianças e os jovens a compreender e a lidar com as doenças raras, a não discriminar pessoas com doença rara e/ou com deficiência e a aprender a fazer a integração das diferenças no seu dia a dia.

Assim, o projeto contribui para ampliar o conhecimento que existe do tema, sensibilizar, de uma forma simples, para as especificidades das doenças raras e da deficiência e aumentar a literacia em saúde dos alunos, dos familiares e da comunidade.

“Queremos que o projeto se torne um programa, executado uma vez em cada ciclo ao longo da vida escolar. Dessa forma, crianças e jovens serão progressivamente mais conhecedores do tema e estarão cada vez mais despertos para as necessidades de quem tem doença rara e deficiência por ela criada”, refere Marta Jacinto, responsável pelo projeto.

As sessões do projeto “Informar sem Dramatizar” são implementadas em sala de aula pelos professores/educadores com materiais fornecidos pela RD-Portugal e têm a duração de aproximadamente 1h30, podendo ser divididas entre mais de uma aula ou disciplinas, tendo já passado por escolas dos distritos de Lisboa, Setúbal, Coimbra, Braga, Beja, Faro, Leiria e dos arquipélagos dos Açores e da Madeira.

No ano letivo 2022/2023, o projeto expandiu-se a novos ciclos de ensino do pré-escolar, 2.º e 3.º ciclo, e iniciou o pré-piloto no secundário com a utilização de materiais do 3º ciclo. No futuro, a RD-Portugal prevê a construção de materiais indicados ao ensino secundário, dependendo da adesão das escolas ao projeto.

A inscrição da turma, escola ou agrupamento, pode ser feita aqui, em qualquer altura do ano letivo corrente.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos