(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2021 - Concurso de Fotografia

Algarve volta a ter curso de Guias-Intérpretes

Algarve volta a ter curso de Guias-Intérpretes

Arranca no próximo dia 1 de Junho o novo curso de Guia Intérprete Regional, promovido pela Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve (EHTA) em parceria com a AGIGARVE – Associação de Guias-Intérpretes do Algarve.  

Depois de vários anos sem qualquer formação virada para esta actividade profissional, o Algarve vai ter novamente um curso destinado à preparação e formação de Guias Intérpretes Regionais.

Promovido pela Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve, em parceria com a AGIGARVE – Associação de Guias-Intérpretes do Algarve, o novo curso terá um total de 600 horas de formação, divididas em regime online e presencial.

Para Paula Vicente, Directora da EHTA, «a retoma da realização do Curso de Guias Intérpretes Regionais representa um marco na nossa oferta de Formação Contínua de Activos no Algarve e tem como propósito a revitalização desta actividade profissional do sector do Turismo, tão importante para a distinção da nossa região enquanto destino turístico rico em património natural, cultural e histórico».

Com o envelhecimento dos actuais profissionais que se encontram no mercado e a falta de preparação dos mais jovens, que não são obrigados a qualquer formação nem certificação, este curso é encarado como «vital» pela Associação de Guias Intérpretes do Algarve: «Precisamos de sangue novo, com conhecimentos e formação de qualidade», afirma Cristina Marreiros, Presidente da AGIGARVE.

«A profissão foi totalmente liberalizada, não se acautelou nem a formação nem a certificação. Hoje até temos condutores de Uber a fazer de Guias. Não tem lógica nenhuma. O Guia, além de ser mediador cultural, é também um gestor de tempo, gestor de conflitos e agente de segurança passiva e activa. Principalmente agora, com a pandemia», alerta Cristina Marreiros.

Assim, o curso procura desenvolver um vasto leque de competências necessárias ao desempenho da profissão, através de módulos como Atendimento Turístico, Comunicação Digital, Itinerários e Circuitos Turísticos, História e Cultura Portuguesa, História da Arte em Portugal, Geografia do Turismo, Património Natural e Cultural, Inglês e Francês Técnico e muitos outras disciplinas.

Possuir o 12.º ano de escolaridade e ter o domínio básico de dois idiomas estrangeiros são os requisitos essenciais de acesso a esta formação, que decorrerá em período pós-laboral, das 18:30 às 22:30 horas, de segunda a sexta-feira.

As inscrições encontram-se abertas e podem ser acedidas a partir do link da Academia Digital do Turismo de Portugal, onde se encontram também todas as informações sobre o curso.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos