(Z1) 2022 - CM de Vila do Bispo - Birdwatching
(Z4) 2022 - Projecto Águas Sem Fronteiras

Ténis: Portugal regista mais duas vitórias no Campeonato do Mundo de Veteranos

Selecções masculina de +40 e feminina de +45 triunfaram; Equipas nacionais de +35 jogam “meias” na quinta-feira
Ténis: Portugal regista mais duas vitórias no Campeonato do Mundo de Veteranos

A selecção nacional masculina de +40 registou, esta quarta-feira, a primeira vitória da semana no Campeonato do Mundo de Veteranos por Equipas, enquanto a equipa feminina de +45 reencontrou o caminho dos triunfos naquela que foi a primeira jornada após a conclusão da fase de grupos.

No Complexo de Ténis do Jamor, e depois de três derrotas no Grupo F da Tony Trabert Cup (todas in extremis no par decisivo), a equipa masculina de +40 venceu a Austrália, por 3-0, e deu o primeiro de três passos necessários na luta pelo 15.º lugar.

João Marques foi o primeiro a celebrar, ao derrotar Charlie Tulloch por 6-4 e 6-2, e a ele seguiu-se Matthieu Garcia, que com os parciais de 6-0 e 6-1 sobre Morgan Young assegurou o triunfo luso. No par, Mauri Brito Gomez e João Silva dilataram a vantagem, ao aplicarem os parciais de 6-3 e 6-3 a Tim Callanan e Charlie Tulloch.

O triunfo por 3-0 garantiu que Portugal terminará entre as 18 melhores equipas neste Campeonato do Mundo, mas a selecção da casa pode aspirar a mais: para isso, terá de derrotar a Turquia na quinta-feira, num encontro que dá acesso à "final" pelo 15.º posto.

Já no Clube de Ténis do Estoril, um dia depois de falhar no limite a vitória contra a França no match tie-break do par decisivo, a selecção feminina de +45 superou o Canadá, por 2-1, e reencontrou-se com as vitórias no play-off que permite alcançar o oitavo lugar.

A primeira vitória foi assinada por Magda Leal (7-5 e 6-4 a Susie Lang-Gould por 7-5 e 6-4) e Dominika Gorecka selou o triunfo luso ao vencer Kanta Murali por 6-2 e 6-3. No par, já sem implicações na eliminatória, Jennifer Cherneski e Olga Tsymbal venceram Magda Leal e Sandra Valente por 6-4 e 6-0.

Com a vitória desta quarta-feira, Portugal já sabe que terminará a Margaret Court Cup entre as 11 melhores equipas. Caso vença a Argentina na quarta-feira, o conjunto da casa terá acesso à "final" deste play-off de atribuição do oitavo posto.

Menos sorte teve a selecção masculina de +45: no Club Internacional de Foot-Ball (CIF), em Lisboa, permitiu a reviravolta da Argentina (1-2) no play-off de atribuição do oitavo lugar na Dubler Cup.

António Moura iniciou a eliminatória com um triunfo, assinado em quase quatro horas e por 5-7, 7-6(3) e 6-2 perante Adriano Mucelli, mas Juan Fernandez empatou o confronto ao vencer David Coelho por 6-2 e 6-4.

Já no par decisivo, Lourenço Santos Lima e Luís Sousa Pinto lideraram por 8-2 no match tie-break, mas a vitória acabou por sorrir a Mauro Barman e Fernando Magri, que não baixaram os braços até celebrarem o triunfo com os parciais de 6-3, 1-6 e 10-8.

Na quinta-feira, Portugal discute com a Suécia a luta pela permanência no play-off do 11.º lugar.

Mas o destaque da jornada serão as meias-finais que se distribuirão pelos três clubes, em especial os dois encontros que vão preencher a ação no Court Central do Jamor: a partir das 8h30, a equipa masculina de +35 (com Rui Machado, Fred Gil, Gonçalo Nicau e José Ricardo Nunes) defronta a Espanha nas meias-finais; não antes das 12h15, a selecção feminina do mesmo escalão (composta por Neuza Silva, Frederica Piedade, Rita Freitas e Patrícia Couto) discute com a Alemanha a presença na final.

Legenda das Imagens:

1. Magda Leal, Sandra Valente, Dominika Gorecka e Sofia Prazeres (da esquerda para a direita);

2. António Moura, David Coelho, Luís Sousa Pinto e Lourenço Santos Lima (da esquerda para a direita).

  • PARTILHAR   

Outros Artigos