(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2024 - CM Lagos - Programa Vacinação Infantil

Matilde Jorge e Angelina Voloshchuk eliminadas na segunda ronda do Loulé Ladies Open by Cimpor

Matilde Jorge e Angelina Voloshchuk eliminadas na segunda ronda do Loulé Ladies Open by Cimpor

Amália Suciu na meia-final de pares

As portuguesas Matilde Jorge e Angelina Voloshchuk foram eliminadas na segunda ronda do quadro principal de singulares e deixaram a representação portuguesa no Loulé Ladies Open by Cimpor a cargo de Amália Suciu, apurada para as meias-finais de pares. Organizada pelo Clube de Ténis de Loulé com os apoios da Câmara Municipal de Loulé e da Federação Portuguesa de Ténis, a terceira edição deste torneio internacional de 25.000 dólares acontece até domingo, 29 de outubro.

Numa jornada que se dividiu em dois palcos do concelho de Loulé por causa de mais um atraso devido à chuva, Angelina Voloshchuk (798.ª classificada no ranking WTA) foi a primeira a entrar em ação e, no Clube de Ténis de Loulé, cedeu por 6-0 e 6-0 perante a ex-campeã Harmony Tan, número 279 mundial que já esteve na 90.ª posição.

A jovem portuguesa de apenas 16 anos (a mais nova entre as que têm classificação profissional) não foi capaz de encontrar soluções para o ténis disruptivo da adversária gaulesa, com muitos slices e variações de ritmos e direções, e perdeu ao cabo de 56 minutos.

Bem mais equilibrado foi o duelo que ditou o fim de campanha de Matilde Jorge. Atualmente no 548.º posto da hierarquia mundial, a jovem vimaranense de 19 anos bateu-se de igual para igual com Hanne Vandewinkel (362.ª), mas a carga física e anímica necessária para conquistar a primeira partida, depois de sensivelmente 80 minutos, foi decisiva.

"No primeiro set senti que estive a um bom nível e foi um jogo duro porque ela também esteve bastante bem, mas depois o primeiro jogo do segundo set foi muito importante. Tive oportunidades para fazer o break e marcar logo uma posição, mas acabou por cair para o lado dela, eu fiquei demasiado cansada e perdi energia. Fui-me muito abaixo e já não consegui voltar. Ainda tive um 0-40 no terceiro set para recuperar de 2-4 para 3-4, mas houve momentos em que me faltou a chama do primeiro set", reconheceu a número dois nacional após passar 2h50 em ação na Vilamoura Tennis & Padel Academy.

Depois de resistir ao braço de ferro com Matilde Jorge, Hanne Vandewinkel voltou a ser obrigada a disputar três partidas. Apesar de ter servido para a vitória, a tenista da Bélgica permitiu a recuperação à húngara Natalia Szabanin (546.ª), que venceu por 2-6, 7-6(3) e 6-1 e agarrou um dos lugares nas meias-finais.

No sábado, a jogadora que já tinha sido responsável pela eliminação de Inês Murta na primeira ronda discutirá as meias-finais com Dominika Salkova.

Quinta cabeça de série fruto do 281.º lugar no ranking WTA, a checa iniciou o dia a derrotar Carolina Kuhl (494.ª) por 6-3 e 6-1 e depois ainda colocou um ponto final na série vitoriosa da ex-campeã Tan ao vencer a francesa, segunda pré-designada, por 6-1 e 6-4.

A outra meia-final colocará frente a frente a italiana Silvia Ambrosio (264.ª), primeira cabeça de série, e a francesa Manon Leonard (447.ª), oitava cabeça de série e vice-campeã em Faro no último fim de semana.

Já em Faro, o dia começou com uma desistência de Isabella Shinikova e Amelie van Impe a dar à portuguesa Amália Suciu e à irlandesa Beatrice Laura Pirtac a passagem às meias-finais. Segue-se, no sábado, o encontro com Daria Khomutsianskaya e Evialina Laskevich, que às 22h21 venceram um par com um desfecho épico frente às primeiras cabeças de série, Diana Marcinkevica e Sapfo Sakellaridi, por 25-23 no match tie-break decisivo, que se tornou num dos mais longos da história do ténis.

.

Créditos: Gaspar Ribeiro Lança/Raquetc

  • PARTILHAR   

Outros Artigos