(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre

Ministra da Cultura do Paraguai visitou Loulé para conhecer Universo Criativo Local

Ministra da Cultura do Paraguai visitou Loulé para conhecer Universo Criativo Local

Adriana Ortiz Semidei, ministra da Cultura do Paraguai, esteve, no passado dia 13 de novembro, na cidade de Loulé para conhecer de perto o “ecossistema criativo” que aqui existe e dar um primeiro passo para uma cooperação mais profunda entre Loulé e o Paraguai.

Acompanhada pelo embaixador em Portugal, Julio Van Humbeck, e pelo autarca Vítor Aleixo, a Ministra fez um périplo pelos espaços espalhados pela cidade onde funcionam as oficinas do “Loulé Criativo”, um projeto que entusiasmou bastante esta responsável, ela própria designer de formação.

No Palácio Gama Lobo, polo dinamizador das atividades, Adriana Ortiz Semidei teve oportunidade de conhecer um pouco mais sobre este projeto que arrancou em 2015, contactar com artesãos e designers que trabalham em parceria, juntando os conhecimentos e técnicas ancestrais a uma abordagem mais contemporânea, e visitar a exposição e loja com as criações destes artistas aqui incubados.

De seguida a comitiva percorreu a Zona Histórica onde a cada esquina o património humano e arquitetónico é bem visível, com destaque para os Banhos Islâmicos, os únicos “a descoberto” no nosso país, Monumento Nacional que encantou os responsáveis paraguaios. Ainda antes a ministra visitou as oficinas do “Loulé Criativo” do Caldeireiro, Olaria e Casa da Empreita.

No final da visita, a responsável paraguaia com a pasta da Cultura deixou no ar o desejo de uma futura geminação com esta cidade algarvia.

“Estou muito feliz por estar em Loulé, é uma cidade linda, que cuida do seu património, que trata dos seus fazedores de cultura, dos seus mestres artesãos, dos saberes e tradições do seu povo… Motiva-me muito saber que existem estas oficinas de ofícios para perpetuar as técnicas e, oxalá, possamos também firmar algum acordo entre Loulé e Assunção para que possamos fazer um intercâmbio cultural e também algumas residências artísticas”, adiantou Adriana Ortiz Semidei.

É sobretudo a ligação entre artesanato e design, numa abordagem contemporânea, que o governo do Paraguai quer implementar e, nesse sentido, Loulé poderá ser uma inspiração pela forma como trabalha essa relação, “resgatando técnicas, em que o design é o melhor aliado hoje em dia e que em Loulé está muito avançado”.

Refira-se que as tradições da cerâmica, a técnica da cestaria com trabalho entrançado em fibras naturais, o trabalho em madeira e também a ourivesaria são alguns dos pontos em comum entre as realidades dos dois países.

O embaixador Julio Van Humbeck foi o responsável pela organização desta visita, na véspera da Ministra da Cultura participar na Cimeira Ibero-Americana dos ministros da cultura, que decorreu em Lisboa. Em relação a este momento sublinhou: “É uma demonstração de interesse para geminarmo-nos, cooperar mutuamente, conhecermo-nos, descobrirmo-nos e para que os nossos povos, através das riquezas que têm as suas identidades culturais, este conhecimento ancestral, o seu artesanato, possam aproximar-se mais. Estamos a construir pontes!”.

Também Vítor Aleixo, presidente da Câmara de Loulé, manifestou a sua satisfação por esta aproximação e fortalecimento de laços com o Paraguai. “Temos muito em comum com este território que não se circunscreve à sua geografia, mas também aos aspetos culturais e sociais e é por isso que, nos últimos anos, reforçámos esta parceria com a Casa da América Latina em Portugal. Enche-nos de orgulho o facto de termos sido o primeiro local do país visitado por um elemento do novo governo do Paraguai. Certamente que esta cooperação irá materializar-se muito em breve para que possamos aprender uns com os outros, sobretudo nesta área da criatividade”, sublinhou o autarca.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos