(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2023 - CM Lagos - Natal

Manifesto Nada no cineteatro Camacho Costa em Odemira

Manifesto Nada no cineteatro Camacho Costa em Odemira

No dia 18 de novembro, pelas 21.30 horas, o Cineteatro Camacho Costa, em Odemira, vai ser palco para o Espetáculo de Ópera “Manifesto Nada”, no âmbito da programação desenvolvida pela Miso Music Portugal no concelho, em parceria com o Município.

“Manifesto Nada” inspira-se no irreverente movimento DADA, que provocou ruturas na perceção da arte no início do século XX e inspirou inúmeros artistas e coletivos de vanguarda. Tristan Tzara, considerado o precursor do movimento Dadaísta, assume a rutura entre poesia tradicional e poesia dadaísta com a publicação do livro “Sete Manifestos Dada”, em 1924, numa “atitude provocatória de desconstrução e negação de todas as convenções culturais, sociais, morais, estéticas e linguísticas”.

A partir desta obra, o músico António de Sousa Dias “propõe uma viagem possível neste universo”, com diferentes expressões musicais contemporâneas ou próximas do movimento DADA e onde a lógica não é a regra. Encenada por Alexandre Lyra Leite, a “ópera-manifesto” conta com a interpretação do barítono Rui Baeta e das sopranas Joana Manuel e Célia Teixeira, acompanhadas pelo ensemble composto por Fábio Oliveira (trompete), Philippe Trovão (saxofone tenor) e Guilherme Reis (contrabaixo).

As entradas são gratuitas.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos