(Z1) 2022 - CM de Vila do Bispo - Birdwatching
(Z4) 2022 - Projecto Águas Sem Fronteiras

Festival Política arranca hoje em Loulé

Atté Domingo, 24 Setembro, três dias de reflexão sobre a “Desinformação”
Festival Política arranca hoje em Loulé

Entre os principais destaques: exibição de filmes premiados, o humor de Hugo van der Ding, o incontornável Cara a Cara com Deputados e um debate com os jornalistas Anselmo Crespo e Catarina Carvalho.

Arranca hoje, quinta-feira, dia 22, o Festival Política em Loulé.

“Desinformação”, fio condutor da edição de 2022, é o tema que perpectua o desejo do Festival Política de promover discussões e espaços de reflexão à volta da consciência cívica.

Através de uma proposta que inclui humor, sessões de cinema, música, workshops e debates, as fake news estão na ordem do dia, como ameaça verdadeira à democracia, como fonte de polarização e como meio de manipulação. Até domingo próximo, são 18 actividades e 10 filmes para ver que passam por quatro locais na cidade de Loulé:Cineteatro Louletano, o Palácio Gama Lobo, o Auditório Solar da Música Nova e os Banhos Islâmicos.

Hoje, é no Cineteatro Louletano que se faz a abertura do Festival Política, às 17h, logo com o anúncio dos vencedores do Programa de Bolsas para Jovens, Raquel Rodrigues e João Diogo Vieira, em parceria com o Instituto Português do Desporto e Juventude. De seguida, o regressa da cantora Sílvia Barros, que ouvimos pela primeira vez em abril em Lisboa, e que apresenta um showcase de "Nua", o seu último álbum. Já mais tarde, no Palácio Gama Lobo, realiza-se um workshop aberto ao público, Desinformação, Regulação e Literacia Mediática.
Para rematar o primeiro dia, o Política propõe duas sessões de cinema: "Corpos Políticos I" que mostra "Alcindo", do realizador português Miguel Dores, um dos grandes destaques desta edição e que retrata o assassinato e crime de ódio contra o jovem Alcindo Monteiro em 1995; e "Guerra na Europa + Prémio Sakharov", que traz uma película nomeada para Óscar de melhor filme estrangeiro, "Quo vadis, Aida?", sobre a crise dos refugiados.

Já no dia 23 de Setembro, sexta-feira, o Palácio Gama Lobo recebe o regresso do incontornável e já habitual Cara a Cara com os Deputados, em que cidadãos e deputados dos partidos com assento parlamentar debatem temas ou questões individualmente. A Desinformação é explorada em força no debate O mau jornalismo é desinformação? , com os jornalistas Anselmo Crespo e Catarina Carvalho, onde se questiona o papel dos media na disseminação de informação falsa. O dia termina no Cineteatro Louletano, com "A Grande Mentira", um espectáculo de humor de Hugo van der Ding sobre os mitos da História de Portugal.

O dia 24 de Setembro, sábado madruga com uma visita guiada à Loulé Islâmica - passando pelos Banhos Islâmicos - com o sheik Zabir Edris e Dália Paulo (CM Loulé). Mais tarde, o realizador Tiago Pereira apresenta o seu filme "A Música Invisível", a par de um concerto da Familia Gitana, na sessão A Música Cigana a gostar dela própria. Luca Argel, o músico brasileiro que canta sobre injustiças, racismo e discriminação, vem a Loulé apresentar o seu mais recente disco "Samba de Guerrilha".
O remate do Festival faz-se com a sessão Corpos Políticos II, com destaque para "O Teu Nome É, uma animação de Paulo Patrício acerca de Gisberta Salce Júnior, e "Tracing Utopia" e olhar de Catarina de Sousa e Nick Tyson sobre a identidade de género e geração Z.

Durante toda a duração do festival, há ainda exposições de entrada gratuita, como “Falsos títulos”, de Rui Sebastian no Palácio Gama Lobo; "Econ-nomico, de João Diogo Veiga, no Cineteatro Louletano e Revelação, exposição de fotografia no Auditório Solar da Música Nova.

Esta é a primeira vez que o festival se desloca para Sul, após seis anos de edições bem sucedidas em Lisboa e Braga.

O festival é de acesso gratuito, mantendo o compromisso com a inclusão - todas as sessões de cinema têm legendagem em português (incluindo os de língua portuguesa) e todas as actividades são acompanhadas por tradução em Língua Gestual Portuguesa.

Todas as inscrições devem ser feitas através do e-mail: participa.politica@gmail.com.

O Festival Política é um conceito da Associação Isonomia e conta com a direcção artística de Bárbara Rosa e Rui Oliveira Marques. Com co-produção da Cineteatro Louletano e Produtores Associados, o Política tem o apoio institucional da Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto, Instituto Português do Desporto e Juventude, Parlamento Europeu - Gabinete em Portugal, Entidade Reguladora para a Comunicação Social, CooLabora, FCB, BRO, O menino Grava, Conselho Nacional de Juventude, Centro de Vida Independente, escrever, dezanove, Federação Portuguesa das Associações de Surdos e this is ground control. O festival decorreu no Cinema São Jorge, de 21 a 24 de Abril (Lisboa), e no Centro de Juventude de Braga, de 5 a 7 de Maio (Braga), e chega agora, de 22 a 24 de Setembro, a Loulé.

Toda a informação em www.festivalpolitica.pt

festivalpolitica.pt | facebook | instagram

  • PARTILHAR   

Outros Artigos