(Z1) 2022 - CM de Vila do Bispo - Birdwatching

Presidente da Câmara Municipal de Aljezur, José Gonçalves, admite a possibilidade de “menos visitantes” neste Festival da Batata-Doce, devido à Covid-19, com restrições à entrada e no interior do recinto

Presidente da Câmara Municipal de Aljezur, José Gonçalves, admite a   possibilidade de “menos visitantes” neste Festival da Batata-Doce, devido à    Covid-19, com restrições à entrada e no interior do recinto

“Vai haver menos gente, vai haver menos afluência”, perspectiva o autarca ao ‘CL’. “Mas vai ser importante porque é um momento marcante para o concelho. É a afirmação de um produto de excelência” de Aljezur, sublinha.

Depois de uma versão digital, no ano passado, com o apoio dos CTT para as vendas, devido à Covid-19, o Festival da Batata-Doce de Aljezur regressou, em 2021, ao espaço de multiusos nesta localidade do barlavento algarvio, mas contendo restrições impostas aos participantes e visitantes, na sequência das normas da Direcção-Geral da Saúde, por causa do avanço da pandemia, o que leva o presidente da Câmara Municipal, José Gonçalves, a admitir, em declarações ao ‘Correio de Lagos’, a possibilidade de também haver menor afluência de público.

.

“É verdade, só se pode entrar no Festival da Batata-Doce de Aljezur com certificado, ou então com um teste negativo” à pandemia do novo coronavírus

“A pandemia, neste momento, está como está. Começámos o nosso Festival da Batata-Doce em plena pandemia. Vai correr bem. Já se iniciou ao meio-dia de sexta-feira, com uma boa afluência, com cuidados redobrados, obviamente, na admissão das pessoas ao espaço, com máscara, apresentação do certificado da vacina contra a Covid-19. É verdade, só se pode entrar no Festival da Batata-Doce de Aljezur com certificado, ou então com um teste negativo”, afirmou o autarca.

Essa situação pode reduzir o número de visitantes? - questionou o ‘CL’. “Temos a noção de que vai ser reduzido, até porque o espaço também em si está reduzido. Há menos oferta, há menos ‘stands’ (cerca de 60). Vai haver menos gente, vai haver menos afluência. Mas vai ser importante porque é um momento marcante para o concelho. É a afirmação de um produto de excelência e é também a afirmação do nosso concelho” - respondeu-nos José Gonçalves, na sexta-feira à tarde, à porta do edifício da Câmara Municipal de Aljezur, após se despedir da ministra da Cultura, Graça Fonseca, que presidiu no salão nobre à assinatura do Plano de Acção Plurianual para a implementação e gestão do Centro Interpretativo do Ribat da Arrifana.

Recorde-se que esta edição do Festival da Batata-Doce de Aljezur decorre de 26 a 28 de Novembro, sendo na sexta-feira e no sábado, das 12.00h às 24.00h, e no domingo, das 12.00h às 22.00h, com entradas e estacionamento gratuitos.

A inauguração do certame contou com a presença do Secretário de Estado Adjunto para o Desenvolvimento Regional, Carlos Miguel, bem como o Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR Algarve), José Apolinário, da Directora Regional de Cultura do Algarve, Adriana Freire Nogueira, entre outros ilustres convidados.

.

Na passagem-de-ano haverá fogo-de-artifício em Odeceixe. “A concentração de pessoas numa tenda, com música, é que pode não acontecer. Durante a próxima semana, essas questões vão ser avaliadas e anunciadas” após reunião com o Delegado de Saúde do concelho e a Junta de Freguesia daquela localidade

.

Numa altura em que Aljezur se mantém, desde 12/11/2021, na situação de Risco Elevado para efeitos de perigo de propagação da Covid-19, a Situação Epidemiológica do concelho registou, nesta sexta-feira, dia 26 de Novembro, 13 casos activos (menos 4 do que há uma semana, a 19/11/2021), o que corresponde a um total de 259 casos confirmados (acumulados) e 246 recuperados, desde 2020, além de um óbito. E 16 é o acumulado de novos casos positivos nos últimos 14 dias, com o nível de Risco Elevado a assinalar 286/100.000 habitantes, segundo a informação divulgada pela Câmara Municipal de Aljezur na sua página na rede social ‘Facebook’, cerca das 16:00 horas de 26/11/2021.

Perante essa situação e o estado de calamidade agora decidido pelo Governo a partir do dia 01 de Dezembro de 2021, o autarca José Gonçalves, após reunir com o Delegado de Saúde de Aljezur e os responsáveis da Junta de Freguesia de Odeceixe, decidirá, na próxima semana, como será o programa dos festejos da passagem-de-ano nesta localidade turística do concelho, onde, apesar da pandemia, deverá haver fogo-de-artifício.

“No fim-de-ano estão preparadas algumas iniciativas. Vai haver as iluminações de Natal, numa das freguesias, Odeceixe, vai haver uma iniciativa com fogo-de-artifício base, mas vamos avaliar durante a próxima semana se isso, de facto, vai acontecer”, notou, expectante, o presidente da Câmara Municipal, admitindo que a pandemia da Covid-19 poderá condicionar os festejos da passagem-de-ano no concelho de Aljezur.

E em que circunstâncias tal situação poder-se-á verificar? “Em Odeceixe, costumam fazer um momento [de animação] numa tenda no centro da localidade, com música e outros festejos. Está programado isso acontecer, mas durante a próxima semana vamos avaliar com a Junta de Freguesia e com o nosso Delegado de Saúde se vamos, ou não, concretizar essa iniciativa”, avisou José Gonçalves, algo apreensivo.

O edil aljezurense deixou, no entanto, uma certeza: “o fogo-de-artifício pode acontecer.” Já “a concentração de pessoas numa tenda, com música, é que pode não acontecer”, admitiu. “Mas de qualquer maneira, durante a próxima semana essas questões vão ser avaliadas e anunciadas”, concluiu José Gonçalves.

José Manuel Oliveira

Presidente da Câmara Municipal de Aljezur, José Gonçalves, admite a   possibilidade de “menos visitantes” neste Festival da Batata-Doce, devido à    Covid-19, com restrições à entrada e no interior do recinto - 1
  • PARTILHAR   

Outros Artigos