(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2021 - Concurso de Fotografia

Banco Solidário Animal nas lojas para salvar da fome 60 mil animais em risco

Banco Solidário Animal nas lojas para salvar da fome 60 mil animais em risco

O Banco Solidário Animal (BSA) regressa às lojas já no próximo fim-de-semana, para uma recolha nacional de alimentos e de outros bens de primeira necessidade para animais de companhia em situação vulnerável.

Sob o mote "Chegou a sua hora de ser o melhor amigo deles", a iniciativa, que apoia diretamente mais de 60 mil animais em risco, constitui para a grande maioria das associações e grupos participantes a principal fonte de angariação de alimentação para os animais que têm a cargo.

A campanha vai decorrer nos dias 6 e 7 nas lojas Auchan e My Auchan de todo o país. À semelhança de algumas campanhas realizadas em 2020, e dada a gravidade da situação epidemiológica, não vai haver presença de voluntários em loja, sendo os participantes convidados a deixarem os seus donativos em boxes identificadas e disponíveis para o efeito.

Entre os produtos mais necessários figuram ração seca e húmida para cão e gato e areia. Os interessados poderão ainda contribuir com produtos de higiene e limpeza, trelas, coleiras ou comedouros.

Em paralelo com a iniciativa em loja, decorre já a partir de amanhã uma campanha de vales que se prolonga até dia 14 de Fevereiro. Os vales vão estar disponíveis nas linhas de caixa e em www.auchan.pt e, além de produtos básicos, dão a possibilidade de contribuir com cabazes solidários.

Os bens doados serão distribuídos por mais de 300 associações e grupos informais de apoio animal e por famílias carenciadas e pessoas em situação de sem-abrigo com animais a cargo inscritos nos Programas de Apoio da Animalife, a entidade promotora e organizadora do BSA.

«2020 foi um ano particularmente difícil para as associações e grupos de protecção animal, que, dada a pandemia de Covid-19, viram cair todo o tipo de apoios – tanto de pessoas individuais como de entidades privadas –, nalguns casos de forma drástica. Mais de metade das associações nacionais de apoio animal admite que tem tido dificuldade no acesso a produtos e bens necessários ao seu dia-a-dia, entre os quais alimentação para cão e gato», refere o grupo.

O BSA acontece, habitualmente, três vezes por ano (Fevereiro, Maio e Setembro/Outubro), em hipermercados e supermercados de todo o país.

No ano passado, a pandemia de Covid-19 obrigou ao cancelamento de algumas campanhas em loja, o que se reflectiu no dia-a-dia das centenas de associações abrangidas pela iniciativa. 2021 promete «voltar a ser um ano difícil», daí a importância da participação de todos nesta campanha, segundo o núcleo.

«A Animalife arrancou o ano com a perspectiva de várias campanhas em loja, o que, dada a evolução da pandemia, teve de ser repensado», refere Rodrigo Livreiro, Presidente da Direcção da Animalife. «Esta é, também por isso, uma iniciativa fundamental para muitas das associações participantes», adianta, concluindo: «Vamos tentar junto de diversos parceiros estudar alternativas que os permitam continuar a apoiar ativamente o bem-estar dos milhares de animais que o BSA apoia directamente».

Mais informação sobre o BSA disponível em www.bsa.animalife.pt.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos