(Z1) 2022 - CM de Vila do Bispo - Birdwatching
(Z4) 2022 - Projecto Águas Sem Fronteiras

Turismo do Algarve faz balanço do 1º semestre de promoção externa

Interesse da imprensa internacional sobre o Algarve dispara
Turismo do Algarve faz balanço do 1º semestre de promoção externa

O número de jornalistas internacionais interessados em visitar o Algarve e em conhecer mais sobre a oferta da região enquanto destino turístico aumentou, de forma exponencial, desde o início do ano, superando as expectativas do Turismo do Algarve.

No balanço da actividade relativa ao 1º semestre de 2022, a Associação Turismo do Algarve (ATA), a agência responsável pela promoção externa da região, revela que, de Janeiro a Junho, foram já realizadas 48 press trips, um número que praticamente alcança o total de visitas de jornalistas que o Algarve recebeu durante todo o ano de 2019 (ano em que foram contabilizadas 52 acções desta natureza).
Entre jornalistas, fotógrafos/videógrafos, bloggers e influencers, estiveram no Algarve, desde o início do ano, em acções organizadas pela ATA, 102 participantes, provenientes de mercados distintos como o Reino Unido, Alemanha, Irlanda, Holanda, Itália, França e Bélgica. O interesse pela região estendeu-se ainda aos mercados do Norte da Europa (Suécia, Dinamarca e Noruega) e a mercados mais longínquos como os EUA, Brasil e Emirados Árabes Unidos.

Esta vontade de descobrir mais sobre o destino é também partilhada por operadores turísticos internacionais. Desde Janeiro e até ao final de Junho, a ATA teve já a oportunidade de organizar 10 fam trips, com 72 participantes dos mercados estratégicos da região. Até ao final do ano, prevê-se triplicar o número de participantes nas visitas de reconhecimento do destino direccionadas a estes profissionais do sector. Através de programas feitos à medida, estas acções têm como objectivo dar a conhecer, no terreno, as mais-valias da região, para que os participantes possam experimentar aquilo que torna o Algarve um destino único e perceber os motivos que explicam os vários prémios e distinções internacionais que o destino tem vindo a conquistar.

O interesse em torno do Algarve não nos surpreende já que, à excepção do período em que estivemos em confinamento total, nunca deixámos de organizar iniciativas com a imprensa e operadores internacionais, fruto também da estratégia que implementámos para manter a elevada notoriedade do destino durante a pandemia. Ainda assim, a rapidez da recuperação da actividade turística está a superar as nossas melhores expectativas”, afirma João Fernandes, presidente do Turismo do Algarve.

Neste esforço de promoção, para além das nossas praias – que continuam a ser um dos principais cartões de visita da região – procuramos dar a conhecer outras facetas do Algarve e surpreender os participantes com a diversidade e riqueza da nossa oferta turística. Uma das nossas grandes apostas tem sido a promoção do Turismo de Natureza e desportivo, em especial de produtos como as caminhadas, a vela, o surf, o mergulho ou os passeios de bicicleta, que têm registado uma enorme adesão”, explica. “Para além de, em conjunto com outros elementos - como a gastronomia, os vinhos, a cultura e a autenticidade da região -, ajudarem na construção do conceito de destino multifacetado, capaz de dar resposta a diferentes motivações, estes são produtos que geram procura pela região durante todo o ano, incluindo no interior do território, contribuindo assim para esbater a litoralização e a sazonalidade”, acrescenta João Fernandes.

Na primeira metade do ano, a promoção externa do Algarve foi também materializada na participação em 15 eventos internacionais, estrategicamente selecionados, onde a ATA esteve a representar o destino e os seus associados. Adicionalmente, esteve envolvida na preparação de cerca de 70 campanhas de marketing, realizadas em colaboração com operadores turísticos e companhias aéreas que operam a região. Estas campanhas resultaram do esforço levado a cabo, com sucesso, pelo Turismo do Algarve para retomar as ligações aéreas existentes (e que haviam sido suspensas pela pandemia) e para captar novas rotas.

Vendo validada a estratégia de promoção turística que tem vindo a implementar, a ATA alcançou, neste primeiro semestre de 2022, os 398 associados, o número mais alto de sempre na história da Associação e significativamente representativo das várias actividades de turismo a que os agentes da região se dedicam. “Estamos empenhados em envolver cada vez mais empresas neste desígnio de promoção de um destino que é o nosso maior activo”, revela João Fernandes. “A nossa vontade é poder contar com o esforço e a participação activa de todos, em torno de um objectivo comum: consolidar o Algarve como um destino turístico inspirador e autêntico, com uma oferta de qualidade diferenciada, que contribui positivamente para a região e para os seus residentes, os de hoje e os de amanhã”.

Olhando para o segundo semestre com algum otimismo, o Turismo do Algarve espera dar continuidade a toda esta dinâmica de recuperação, de forma sólida e consistente, e chegar ao final do ano com valores próximos dos 2019, um ano de boa memória para o turismo da região.

Promoção externa do Algarve em números

[balanço: 1 Janeiro 2022 – 30 Junho 2022]

> 48 press trips realizadas |102 participantes, provenientes de 13 mercados
> 10 fam trips | participação de 72 operadores/agentes de viagens, provenientes de 8 mercados
> presença do destino em 15 eventos internacionais
> preparação de cerca de 70 campanhas de co-marketing com operadores turísticos e companhias aéreas
> 3 candidaturas de apoio a empresas aprovadas no âmbito do Portugal Events.

Sobre a ATA:
A Associação Turismo do Algarve (ATA) é uma associação sem fins lucrativos que tem como objectivos desenvolver, promover e divulgar o Algarve como destino turístico junto dos mercados externos.
Tendo por base um trabalho conjunto e sincronizado realizado entre entidades públicas e privadas para a definição de objectivos e de um plano de promoção comuns, a actividade da ATA materializa-se no estudo, na organização e desenvolvimento de acções específicas junto de públicos estratégicos

  • PARTILHAR   

Outros Artigos