(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2021 - Concurso de Fotografia

Terminais da REDUNIQ permitem agora pagamentos via Google Pay

Terminais da REDUNIQ permitem agora pagamentos via Google Pay

A partir de agora, qualquer cliente cuja conta de débito ou crédito disponibilize o Google Pay já o pode activar no seu smartphone e efectuar pagamentos em qualquer terminal da REDUNIQ.

A REDUNIQ, a maior rede nacional de aceitação de cartões nacionais e estrangeiros, acaba de anunciar que os seus terminais já permitem pagamentos realizados através do Google Pay, o sistema de pagamentos móveis da Google que possibilita aos utilizadores de smartphones com sistema operativo Android fazer pagamentos via contacless em qualquer estabelecimento comercial que aceite este método de pagamento.

A novidade surge após a multinacional tecnológica ter comunicado que a sua solução de pagamentos digitais já se encontra disponível para utilização em Portugal através das apps de bancos já aderentes. Desta forma, o acquirer português volta a alargar a sua lista de métodos de pagamento digitais aceites na sua rede de terminais, que inclui já pagamentos via Apple Pay, MB Way, assim como pagamentos através de cartões com a tecnologia contactless emitidos pelas marcas internacionais mais utilizadas em Portugal, Visa e Mastercard.

«A disponibilização do Google Pay em Portugal representa um avanço significativo no processo de digitalização dos negócios portugueses, sobretudo num período em que assistimos a uma penetração cada vez mais notória dos pagamentos digitais nos hábitos de consumo dos portugueses, que, no decorrer da actual pandemia, começaram a valorizar as reais vantagens dos pagamentos contactless», afirma Tiago Oom, Diretor da REDUNIQ.

Os pagamentos por contacless, segundo dados do REDUNIQ Insights – o relatório da REDUNIQ que avalia a evolução transacional em Portugal –, encontram-se em franco crescimento em Portugal, representando actualmente um terço do total de facturação dos negócios portugueses, ou seja, cerca de 34% no passado mês de Outubro, enquanto que em período homólogo este método de pagamento aglomerava apenas 8% do total facturado.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos