(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2021 - Concurso de Fotografia

Servilusa renova certificação Covid Clean

Servilusa renova certificação Covid Clean

A Servilusa – Agências Funerárias revalidou a sua certificação em “BOAS PRÁTICAS NA GESTÃO DE RISCOS BIOLÓGICOS – COVID 19 (COVID CLEAN)”, após uma auditoria da EIC – Empresa Internacional de Certificação, cuja equipa auditora, composta por três auditores, verificou 30 locais ao longo de todo o país durante dois dias.

No final desta auditoria, a Servilusa foi reconhecida como empresa cuja actividade é cumpridora dos requisitos aplicáveis para renovação da certificação COVID CLEAN, obtendo um registo de zero não-conformidades e zero oportunidades de melhoria.

No âmbito da mesma avaliação, foram observados e destacados pelos auditores os seguintes pontos fortes, em vigor na Servilusa: implementação dos testes de imunidade; aquisição de equipamentos de higienização a ozono; “chamadas de conforto” para identificar pessoas em situação de luto complicado e reencaminhar para apoio psicológico do SNS; elevados níveis de controlo do risco biológico face ao universo de locais abrangidos; capacidade da plataforma “Memora Campus” como veículo de formação e informação.

Paulo Carreira, Director Geral de Negócio da Servilusa, salienta que a empresa «foi elogiada por ter implementado um conjunto de oportunidades de melhoria, face às últimas auditorias há seis meses atrás, criando, assim, uma estrutura mais robusta e com maiores condições de segurança às famílias e colaboradores». Destaca igualmente que esta foi «a primeira empresa a ser reconhecida em Portugal, em Junho de 2020, com a certificação COVID CLEAN, agora renovada», acrescentando que «face ao desafio levantado pelo surto pandémico que assola o nosso país, a Servilusa não podia deixar de estar na linha da frente das boas práticas da gestão de riscos biológicos, tendo, para o efeito, implementado o conjunto de medidas de acordo com a DGS e o Governo».

A Servilusa investiu, logo no início do ano e na base da primeira certificação COVID CLEAN em Junho de 2020, mais de 500 mil euros em sistemas de segurança.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos