(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre
(Z4) 2024 - CM Lagos - Agenda de Eventos

Preço médio de venda de imóveis atinge segundo valor mais alto do ano em Setembro

Preço médio de venda de imóveis atinge segundo valor mais alto do ano em Setembro

O valor médio de venda anunciado em Setembro de 2021 foi de 370.372 euros, com um pequeno crescimento de +1,4% em relação a Agosto. Este é o segundo valor mais elevado deste ano, depois do valor registado em julho (371.880€).

Viseu, Faro e Setúbal são os distritos que se destacam com maior subida do preço médio de venda em Setembro face ao mês passado. No caso do preço médio de arrendamento, o maior aumento este mês verifica-se em Castelo Branco, Santarém e Évora.

.

Principais conclusões do estudo Imovirtual:

ARRENDAMENTO

● O preço médio de arrendamento anunciado em Setembro sofreu um ligeiro decréscimo de -1,3% em relação a Agosto, passando de 1.019€ para 1.006€. Também em relação a Setembro de 2020, quando o valor médio se fixava em 1.050€, houve um decréscimo de -4,2%, ainda assim menos acentuado que em meses anteriores.

Distritos em destaque:

Bragança foi o distrito com maior aumento do valor médio das rendas (+17,8%) em relação a Agosto, passando de 382€ para 450€. Foram registados aumentos de rendas mais ligeiros em Castelo Branco e Santarém (ambos com +4,39%); Beja (+4,37%) e Évora (+4,2%);

Portalegre e a Região Autónoma da Madeira, que tinham registado os maiores aumentos de renda no mês anterior, registam agora os maiores decréscimos, ainda que ligeiros (-2,7% e -2,6%, respectivamente, com as rendas a fixarem-se agora nos 435€ e nos 860€);

● Em relação ao período homólogo do ano anterior, Portalegre volta a registar o maior aumento do valor médio de arrendamento (+39%), de 313€ para 435€. Seguem-se Guarda (+32,3%) e Bragança (+23%) com aumentos consideráveis e redas a fixarem-se agora, respetivamente, em 430€ e 450€;

Viseu foi o distrito com maior quebra da renda média relativamente a Setembro de 2020 (-7,6%), passando de 477€ para 441€. Segue-se novamente Beja (-4,2%), que passa de 549€ para 526€.

.

VENDA

● O preço médio de venda anunciado registou uma ligeira subida de +1,4% em Setembro face ao mês anterior, aumentando de 365.264€ para 370.372€. Relativamente ao período homólogo de 2020, quando o valor era de 339.680€, há um aumento de +9%.

Distritos em destaque:

● O preço médio de venda em Setembro, relativamente ao mês anterior, aumentou sobretudo em Viseu (+2,9%), Faro (+2%) e Setúbal (+1,9%), ainda que de forma ligeira, com os valores a fixarem-se respectivamente em 180.737€, 493.860€ e 311.127€;

● Apenas Évora regista uma quebra mais acentuada de -3,5% no valor médio de venda em Setembro (fixando-se em 239.869€), depois de ter já caído -12,7% no mês anterior e depois de três meses durante os quais este valor subiu;

● Comparativamente ao período homólogo de 2020, e apesar da queda em relação aos meses anteriores, é Évora que volta a ter o maior aumento do preço médio de venda (+18,1%), que em Setembro de 2020 se fixava em 203.185€. Seguem-se a Região Autónoma da Madeira (+18%) e Vila Real (+11,9%);

● Guarda volta a ser, pela quarta vez consecutiva, o distrito com a maior quebra do valor médio relativamente a Setembro do ano passado (-9,1%%), passando de 123.340€ em 2020 para 112.108€ em 2021.

Aqui pode consultar todos os dados, incluindo gráficos e tabelas de apoio.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos