(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir

Governo estende programa APOIAR. AHRESP pede mais medidas para as empresas portuguesas

Governo estende programa APOIAR. AHRESP pede mais medidas para as empresas portuguesas

Segundo a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), existem empresas que continuam sem ter recebido a segunda tranche da medida APOIAR Rendas. Ao mesmo tempo, o núcleo congratula-se com o prolongamento do programa APOIAR para as actividades encerradas, mas pede que sejam lançadas mais medidas de incentivo ao consumo.

.

Empresas continuam sem receber segunda tranche da medida APOIAR Rendas

A AHRESP continua a receber relatos de empresas dos sectores do alojamento turístico e da restauração e similares, que permanecem com pagamentos pendentes no âmbito da medida APOIAR Rendas, inserida no programa APOIAR.

Tendo passado já vários meses após a submissão das candidaturas a este apoio, a AHRESP apela à «rápida regularização dos pagamentos em falta», que classifica como «muito importantes para reforçar a tesouraria das empresas num mês em que as limitações ao normal funcionamento dos nossos estabelecimentos têm aumentado de semana para semana».

.

Prolongamento do programa APOIAR para actividades encerradas

O Governo anunciou o prolongamento do programa APOIAR para as actividades que continuam impedidas de funcionar, como é o caso dos espaços de animação nocturna. Esta decisão veio concretizar parcialmente uma das propostas que a AHRESP apresentou ao Governo.

Não obstante, e «tendo em conta a dimensão da crise, é importante alargar este apoio a toda a restauração, similares e alojamento turístico e operacionalizá-lo de forma imediata», afirma o grupo.

.

Lançamento de mais medidas de incentivo ao consumo

A AHRESP propôs ao Governo um plano para compensar os efeitos da crise pandémica no Canal HORECA. Este plano, de aplicação imediata, reúne 10 medidas essenciais, destinadas a garantir a sobrevivência dos sectores mais fustigados pela crise pandémica: alojamento turístico e restauração/similares.

Uma das medidas propostas é o lançamento de um novo programa de incentivo ao consumo, que estimule os portugueses a dirigirem-se aos estabelecimentos, contribuindo assim para o aumento das suas receitas. A AHRESP defende que Portugal deve seguir o exemplo de outros países, como o Reino Unido, apostando numa campanha massiva e generalizada de dinamização do consumo na restauração e bebidas e no alojamento turístico através da atribuição de um desconto directo de 50%, aplicado automaticamente no momento do consumo, e sem limite de utilização.

Para ter acesso a todas as propostas apresentadas, consulte o site da AHRESP.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos