(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre
(Z4) 2024 - CM Lagos - Marchas Populares

Albufeira continua a liderar nas praias com qualidade de ouro

Albufeira continua a liderar nas praias com qualidade de ouro

As boas notícias voltam a marcar a época balnear 2023 em Albufeira, que teve início a 15 de Maio e prolonga-se até ao próximo dia 15 de Outubro.

Após ter feito o pleno das Bandeiras Azuis da Europa - BAE (25 praias – 25 bandeiras + uma bandeira atribuída à Marina de Albufeira), sendo o Município líder a nível nacional, Albufeira volta a ocupar lugar cimeiro no ranking das praias com “Qualidade de Ouro”, galardão atribuído anualmente pela Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza.

Este ano, Albufeira foi distinguida com 21 praias com “Qualidade de Ouro”, mais 2 do que no ano passado. O presidente da Câmara Municipal de Albufeira, José Carlos Rolo, faz questão de sublinhar que “o concelho contraria a tendência nacional – uma forte descida na atribuição do galardão nas águas balneares costeiras (menos 32 praias) – situação que resulta do esforço e do investimento concertado da autarquia, entidades com responsabilidade sobre a saúde e segurança da orla costeira, bem como dos parceiros institucionais a nível do saneamento das águas residuais e limpeza do areal, o que permitiu a Albufeira, desde o primeiro ano do programa (2006) a aumentar, quase sempre, o número de galardões atribuídos”.

Na época balnear 2023, a Quercus atribuiu o galardão “Praia com Qualidade de Ouro” a 393 praias nacionais, menos 47 do que em 2022. Das 393 praias distinguidas, 327 são praias costeiras. A região do Tejo e Oeste foi a mais galardoada com 98 praias, logo seguida do Algarve com 85 bandeiras Qualidade de Ouro, das quais 21 pertencem a Albufeira. No entanto, a região algarvia foi a que registou a menor descida, apenas menos 1 galardão, enquanto na região Norte verificou-se a maior queda, menos 13 praias no total.

Em Albufeira foram classificadas com a insígnia de Ouro as seguintes zonas balneares: Alemães; Arrifes; Aveiros; Belharucas; Castelo; Coelha; Evaristo; Falésia Açoteias; Falésia Alfamar; Manuel Lourenço; Maria Luísa; Olhos de Água; Oura; Oura-Leste; Peneco; Pescadores; Rocha Baixinha; Rocha Baixinha-Nascente; Rocha Baixinha-Poente; São Rafael e Santa Eulália.

Cristiano Cabrita, vice-presidente da autarquia e responsável pelos pelouros do ambiente e do Mar, reforça a opinião do presidente da Câmara, referindo que é graças à qualidade ambiental e beleza das nossas praias, para além da excelente gastronomia, hotelaria e restauração que Albufeira continua a ser considerada o maior destino turístico a nível nacional.

Refira-se que a atribuição deste galardão é feita no início de cada época balnear pela Quercus, com base em informação pública oficial, tendo exclusivamente em consideração as análises efetuadas nos laboratórios das diferentes Administrações Regionais Hidrográficas. Para serem classificadas com “Qualidade de Ouro”, as praias devem cumprir critérios de qualidade da água “excelente” na classificação anual das cinco épocas balneares anteriores (de 2017 a 2021) e todas as análises realizadas na última época balnear (2022) deverão ter apresentado resultados inferiores a 100ufc/100ml para os Enterococos intestinais e inferiores a 250ufc/100ml para a Escherichia coli. Para além disso, na última época balnear (2022) não poderá ter acontecido qualquer tipo de ocorrência/aviso de desaconselhamento da prática balnear, proibição da prática balnear e/ou interdição temporária da praia.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos