(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Birdwatching
(Z4) 2021 - Reduzir o Desperdício

4 em 10 encarregados de educação ainda não concordam ser fácil tornar as compras do regresso às aulas sustentáveis

4 em 10 encarregados de educação ainda não concordam ser fácil tornar as compras do regresso às aulas sustentáveis

92% dos encarregados de educação vão tornar as compras do regresso às aulas mais sustentáveis e 18% estão dispostos a pagar mais para adquirir estes materiais.

A sociedade está cada vez mais ciente da importância que as decisões de consumo têm para fazer face às alterações climáticas. Neste ano letivo, a sustentabilidade também está presente para os portugueses, que procuram formas de tornar este regresso às aulas mais verde.

De acordo com o estudo do Observador Cetelem Regresso às Aulas 2021, 60% dos encarregados de educação concorda que é fácil tornar as compras do regresso às aulas mais sustentáveis. Os dados revelam que, quanto mais avançado o nível de ensino, mais encarregados de educação dizem que este se torna um processo fácil: Pré-Escolar – 51% versus Ensino Superior – 65%.

Numa análise geográfica, verifica-se que são os inquiridos da região Norte (71%) e os da Grande Lisboa (70%) os que consideram mais fácil concretizar este objectivo. Já os inquiridos da Região Centro têm opiniões menos favoráveis (41%).

Ainda assim, 92% farão algo para tornar as compras do regresso às aulas mais sustentáveis. Passando à acção, os encarregados de educação vão procurar comprar apenas o material escolar necessário (60%), nomeadamente aqueles que têm filhos a frequentar o Pré-Escolar (72%). Já 49% vão optar por reciclar materiais, sobretudo os estudantes do ensino superior (63%). Para 32% a melhor opção passa por se deslocarem a lojas de proximidade; e para 15% optar por produtos sem embalagens ou com embalagens recicladas.

Segundo os dados do estudo, 6 em cada 10 inquiridos tencionam comprar material escolar sustentável, sendo que 12% tencionam que estes representem mais de metade do material adquirido. 18% estão dispostos a pagar mais para adquirir materiais amigos do ambiente – 10% pagariam a mais até 5% do preço; e 8% mais de 5%. Por outro lado, 72% revelam não estar disponíveis para tal, incluindo os inquiridos que habitam nas Regiões Norte e Centro (74% respetivamente).

Os encarregados de educação revelam que vão procurar comprar alternativas sustentáveis no que diz respeito ao material escolar essencial (58%), artigos de vestuário e calçado (51%) e materiais de educação física (50%).

.

Metodologia

Este inquérito quantitativo foi realizado pela empresa de estudos de mercado Nielsen e teve como target indivíduos de ambos os sexos, de idades compreendidas entre os 18 e os 65 anos, residentes em Portugal Continental, que tenham dependentes em idade escolar. O estudo foi conduzido através de entrevistas telefónicas assistidas por Computador (CATI). No total foram feitos 1305 contactos para realizar 502 entrevistas representativas do universo em estudo. O erro máximo associado é de + 4.4 p.p. para um intervalo de confiança de 95%.

As entrevistas foram conduzidas por intermédio de questionário estruturado de perguntas fechadas com a duração máxima de 12 minutos. Foram realizados contactos representativos da população e estratificados por Distrito; Sexo e Idade para encontrar o target do estudo. As entrevistas foram conduzidas por uma equipa de entrevistadores Nielsen, que receberam treino específico para o presente estudo. O trabalho de campo decorreu entre 13 a 19 de Agosto 2021.

A maioria dos inquiridos pelo Observador Cetelem Regresso às Aulas 2021 (60%) tem apenas um estudante a seu cargo, 35% tem dois e 5% tem três ou mais. 90% dos inquiridos indicam que os seus dependentes frequentam o ensino público, com os restantes a referir o ensino privado. A grande maioria (75%) tem a seu cargo estudantes do ensino básico – 28% no 1º ciclo; 31% no 2º ciclo e 36% no 3º ciclo. 24% têm estudantes a seu cargo a frequentar o ensino secundário, 9% o ensino pré-escolar e 9% estudantes universitários.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos