(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir

Projecto “Cancro sem Temor” lança segundo episódio

Projecto “Cancro sem Temor” lança segundo episódio

O impacto do exercício no percurso oncológico dos doentes

O IPO do Porto apresenta hoje novo episódio do podcast “Cancro sem Temor” dedicado ao impacto do exercício físico na reabilitação e acompanhamento do doente oncológico. Sob o mote “Passo a Passo” é abordada a importância da reabilitação física, na melhoria da qualidade de vida do doente, enquadrada com a sua vida pessoal e profissional.

Nesta conversa, o tema será debatido por Otília Romano, Médica Fisiatra e responsável do Serviço de Medicina Física e Reabilitação e Joana Bordalo e Sá, Oncologista Médica na patologia de Mama e contará com a participação de Lúcio Lara Santos, Oncologista Cirúrgico.

A perspetiva da importância da multidisciplinariedade nesta área é reforçada por Otília Romano “é uma equipa multiprofissional, onde trabalham em conjunto médicos fisiatras, fisioterapeutas e terapeuta da fala. O grande objetivo é melhorar a função, sempre que ela é comprometida, pela doença ou pelos seus tratamentos, diminuir a incapacidade do doente, dar-lhe bem-estar e dentro do possível integrá-lo no seu ambiente familiar, social e profissional.”

Por seu lado, Joana Bordalo e Sá reforça a importância da prática do exercício físico estar sempre presente, em todo o percurso do doente. Refletindo em particular sobre a situação das doentes com cancro da mama, a especialista reforça “o exercício físico é fundamental para o bem-estar destas mulheres. O bem-estar não é só físico é também psíquico. O exercício físico tem impacto na sobrevivência das doentes e na prevenção da recidiva da doença.”

Na sua intervenção, Lúcio Lara Santos aborda a importância do exercício na preparação do doente para a cirurgia, em particular quando já foi submetido a quimioterapia. Nas suas palavras “está provado que os doentes que vão ser submetidos a cirurgia necessitam de ter uma performance status ótima, para que tenham o menor risco de complicações no pós-operatório. É necessário que a capacidade física esteja mantida porque ela vai deteriorar-se após a cirurgia e tratamentos prévios à cirurgia. A única forma de minimizar essa deterioração é por um lado controlar doenças preexistentes, manter um estado nutricional adequado, manter um estado anímico e o exercício.”

“Cancro sem Temor” é um projeto do IPO do Porto, dirigido a toda a população, com o objetivo de realçar a importância de aprender a viver com o diagnóstico de cancro e desmistificar conceitos e ideias sobre esta vivência. Através de diferentes testemunhos e perspetivas, procura-se simplificar e retirar a carga negativa, o medo associado à doença, clarificando diferentes aspetos, para ajudar a lidar melhor com ela. Olhar para a doença de diferentes perspetivas, psicológico, emocional, farmacológico, médico e social. O impacto do diagnóstico no indivíduo e no seu mundo.

O podcast, que conta com o apoio da Novartis, está disponível no canal Youtube do IPO do Porto e nas plataformas de podcast (Spotify e Apple Podcasts).

  • PARTILHAR   

Outros Artigos