(Z1) 2024 - CM de Aljezur - Aljezur Sempre

Novos equipamentos topo de gama na Neurocirurgia garantem todos os tratamentos no Algarve

Novos equipamentos topo de gama na Neurocirurgia garantem todos os tratamentos no Algarve

O Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) apresentou hoje, 7 de junho, os novos equipamentos de alta tecnologia afetos à Unidade de Cirurgia Vertebro Medular, uma área clínica altamente diferenciada que permite efetuar procedimentos cirúrgicos até então inexistentes no Algarve.

O novo equipamento de Neuronavegação agora adquirido pelo CHUA, com o apoio de fundos comunitários, vem assim aumentar o parque de tecnologia de ponta a nível hospitalar, permitindo uma maior diferenciação dos hospitais públicos algarvios na prestação dos cuidados de saúde na região.

Com um investimento total de mais de 1 milhão de euros em equipamentos na Unidade Vertebro Medular, o novo Sistema de Navegação Cirúrgica de última geração permite melhorar a qualidade das cirurgias de crânio e coluna, representando, simultaneamente, um investimento em rigor e segurança, algo que é extremamente importante, principalmente em cirurgias mais complexas.

Este novo sistema enriquece assim a ação do cirurgião, uma vez que o ajuda a planear a abordagem antes e durante a cirurgia, possibilitando maior rigor e um aumento da segurança e da precisão, a par de uma diminuição drástica da exposição do doente e das equipas envolvidas à radiação, quando comparada com a abordagem clássica.

Como explica a empresa que comercializa o equipamento, “este sistema de navegação é, assim, uma espécie de “GPS” que resulta de uma combinação de hardware, software, algoritmos de rastreamento, fusão de dados de imagem e instrumentos especializados para ajudar a orientar o médico durante os procedimentos cirúrgicos. Por exemplo, numa cirurgia de coluna onde se implantem parafusos, este sistema guia e reduz significativamente a probabilidade de parafusos mal colocados, evitando cirurgias de revisão e mais custos para o SNS e prejuízos para o doente”.

Simultaneamente, foi ainda apresentado outro equipamento que, desde 2022, fruto de um donativo dos beneméritos Sir Trevor Pears e Lady Daniela Pears, equipa a referida Unidade. Trata-se do mais moderno microscópio cirúrgico, que combina modalidades de visualização ótica e digital, oferecendo uma ferramenta de micro-inspeção única.

“Este equipamento veio permitir uma melhoria significativa para a prestação de cuidados de saúde no Algarve”, referiu Joaquim Pedro Correia, diretor do Serviço de Neurocirurgia, evidenciando o alto nível de diferenciação na realização de cirurgias, que antes teriam de ser realizadas em Lisboa.

A sessão de apresentação dos novos equipamentos e da Unidade de Cirurgia Vertebro Medular contou com a presença do Vice-Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR), José Pacheco, que referiu que estes investimentos se refletem na qualidade do serviço prestado à região do Algarve e ao País. “Pois garantindo melhor atendimento e abrangendo mais áreas de especialização, com melhores equipamentos, é possível tratar melhor e sem necessidade de deslocação para fora da região, promovendo-se desta forma a prestação de cuidados de saúde de proximidade. Por outro lado, com melhores condições de trabalho e equipamentos de última geração permitirá certamente seduzir e trazer novos profissionais de saúde, assumindo-se a região como um destino para trabalhar e investigar nas áreas da saúde”, enfatizou.

Já a presidente do Conselho de Administração sublinhou a importância deste “investimento em tecnologia de ponta”, uma vez que para além de garantirem cuidados de saúde mais diferenciados aos doentes vão também “captar mais pessoas para trabalharem nos hospitais públicos algarvios”. A presidente salientou ainda o facto destes equipamentos de alta tecnologia despertarem o interesse dos profissionais que pretendem, para além de trabalhar na área clínica, desenvolver também a sua atividade na área da investigação. “Fico muito contente com todo este apoio que tivemos e com todos estes equipamentos que comprámos. Nesta altura podemos estar muito orgulhosos daquilo que temos a este nível”, sustentou Ana Varges Gomes.

Estiveram ainda presentes o Diretor Clínico do CHUA, Horácio Guerreiro, que agradeceu aos profissionais por todo o trabalho que têm desenvolvido nos serviços, sublinhado a importância desta visão estratégica alicerçada na tecnologia.

Também presente na sessão, o Diretor do Serviço de Neurocirurgia, Joaquim Pedro Correia evidenciou o facto dos algarvios “passarem a ter acesso a esta tecnologia”, evitando assim deslocações para hospitais da área de Lisboa para serem tratados. “Temos um serviço equipado com tudo o que precisamos, equipamentos topo de gama, e conseguimos tratar todo o tipo de patologia com uma qualidade ao nível do que se faz em qualquer centro nacional e europeu”, referiu o Diretor do Serviço informando que, a partir de julho, a equipa vai ser reforçada com mais um médico que escolheu a unidade algarvia para trabalhar.

O neurocirurgião terminou a sua intervenção dando ainda a conhecer os novos equipamentos que o serviço vai brevemente receber, como é o caso do material de Endoscopia, os Arcos de C e a Mesa Cirúrgica Transparente, que permitem “uma melhoria muito grande”.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos