(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2021 - Concurso de Fotografia

Máscaras de protecção respiratória filtrante KN95 da Gulibear consideradas inseguras pelo RAPEX

Máscaras de protecção respiratória filtrante KN95 da Gulibear consideradas inseguras pelo RAPEX

No âmbito do Safety Gate – RAPEX, sistema de alerta rápido para produtos perigosos não-alimentares, as máscaras de protecção respiratória filtrante, modelo KN95, da marca Gulibear, foram notificadas como sendo de potencial risco para a saúde.

O defeito técnico apontado remete para a retenção de partículas no material filtrante, aparentemente catalogado como «insuficiente» tendo em conta o valor medido (=90%), sendo que a máscara não se adapta adequadamente ao rosto.

Consequentemente, e se não forem adicionadas outras medidas de protecção, uma quantidade excessiva de partículas ou de microrganismos pode passar através da máscara, aumentando o risco de infecção.

Assim, o Centro de Informação Autárquico ao Consumidor (CIAC) de Lagos informa que o produto não está em conformidade com o Regulamento relativo aos Equipamentos de Protecção Individual (EPI). Entretanto, procedeu-se à marcação do produto mediante aposição de avisos apropriados sobre o risco, por parte do país notificador (Bélgica).

Relativamente ao mercado português, cabe às autoridades de fiscalização de mercado verificar se este produto se encontra a ser comercializado a nível nacional.

Consulte o site do “Safety Gate” e saiba mais.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos