(Z1) 2024 - CM de Vila do Bispo - Festival do Perceve
(Z4) 2024 - CM Lagos - Agenda de Eventos

LPCC promove debate sobre o sofrimento emocional dos doentes oncológicos em Portugal

LPCC promove debate sobre o sofrimento emocional dos doentes oncológicos em Portugal

O evento, no qual serão apresentados os resultados de um estudo realizado com utentes das Unidades de Psico-Oncologia da LPCC, vai contar com a presença de especialistas da Oncologia e Psicologia 

A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) vai promover o encontro “Cancro e Sofrimento Emocional” no dia 11 de Novembro, a partir das 15h00, no Museu Nacional de Machado de Castro (Coimbra), em parceria com a MOAI Consulting e inserido no programa “Vamos Falar?” do projecto “Tenho cancro. E depois?” - um projecto editorial da SIC Notícias que conta com a colaboração da LPCC, da Sociedade Portuguesa de Oncologia e com o apoio da Novartis e da Médis.

A sessão iniciar-se-á com a apresentação dos resultados do estudo de avaliação do distress emocional dos utentes que recorrem a consultas de Psico-Oncologia, a que se seguirá o painel de discussão. Esta sessão vai contar com a presença de Psicólogos, Psiquiatras e Oncologistas que vão debater a saúde mental dos doentes oncológicos em Portugal, a necessidade de avaliar precocemente as dificuldades emocionais e a referenciação para serviços especializados.

Os resultados do estudo que avalia o sofrimento emocional de doentes e cuidadores seguidos nas Unidades de Psico-Oncologia entre Fevereiro de 2020 e Outubro de 2022 revelam que 9 em cada 10 destes utentes em acompanhamento revelam um elevado sofrimento emocional. Estes resultados demonstram o distress psicológico daqueles que procuram a resposta psicológica da Liga Portuguesa Contra o Cancro e assinalam a necessidade desta intervenção. Os resultados demonstram também que o sofrimento emocional se mantém ao longo de todas as fases da doença.

Atendendo ao impacto multidimensional do cancro, a Liga Portuguesa Contra o Cancro criou, em 2009, Unidades de Psico-Oncologia que se estendem por todo o país e disponibilizam intervenção psicológica especializada a doentes oncológicos, familiares, cuidadores e profissionais de saúde. Estima-se que cerca de um terço dos doentes oncológicos apresentem distress significativo, extensível aos familiares e cuidadores.

Reconhecido internacionalmente como o 6º sinal vital, especialmente na área da oncologia, o distress refere-se a um estado de sofrimento emocional, caracterizado pela presença de sintomatologia depressiva e ansiosa. A sua expressão e intensidade variam de pessoa para pessoa, de acordo com factores internos e externos, como sejam a fase da doença e/ou do tratamento, prognóstico, problemas físicos, emocionais, entre outros, podendo interferir com a capacidade de lidar com a doença e com os seus sintomas e, os efeitos secundários dos tratamentos, além de afectar as actividades do dia-a-dia, a adesão à terapêutica e as tomadas de decisão.

O evento terá transmissão em directo no Facebook da SIC Notícias e da LPCC.

Pode aceder através do link de agendamento da transmissão FB Live:

https://fb.me/e/3NLnW01q9

Mais informações através do email: psico-oncologia.nrc@ligacontracancro.pt

Para mais informações, consulte:

www.ligacontracancro.pt

www.tenhocancroedepois.pt

Sobre a Liga Portuguesa Contra o Cancro

As doenças oncológicas continuam a registar uma alta incidência no nosso País (mais de 60.000 novos diagnósticos a cada ano), sendo uma das principais causas de morbilidade, incapacidade e mortalidade, com profundo impacto nos doentes, nas famílias e na sociedade.

A Liga Portuguesa Contra o Cancro, fundada em 1941, tem registado uma actividade constante, assinalável e próxima no apoio ao doente oncológico e cuidadores, na prevenção primária e secundária da doença oncológica e no apoio à formação e à investigação em cancro. Não recebendo subsídios ou subvenções estatais para o desenvolvimento das suas actividades, são os fundos provenientes do Peditório anual o garante da sustentabilidade financeira das actividades que desenvolve, nomeadamente as de apoio ao doente e cuidadores.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos