(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2024 - CM Lagos - Programa Vacinação Infantil

CHUA aumenta atividade assistencial nos nove meses de 2023

CHUA aumenta atividade assistencial nos nove meses de 2023

Concluído o terceiro trimestre de 2023, o Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) apresenta os principais indicadores e dados relativos à performance assistencial nos primeiros nove meses do ano, assumindo especial destaque o aumento em várias áreas, tais como a atividade cirúrgica, as consultas realizadas e os atendimentos efetuados nos serviços de urgência.

No referido período, o CHUA realizou cerca de 14.388 intervenções cirúrgicas, o que representa um aumento de 6,9% face a igual período de 2022. Uma análise mais detalhada permite constatar não só um aumento ao nível da atividade cirúrgica programada total, com mais 739 cirurgias (acréscimo de 7,2%), bem como um aumento da atividade urgente, onde se efetuaram mais 184 cirurgias, (acréscimo de 5,8%, face a 2022).

De salientar que a evolução verificada na atividade programada é suportada essencialmente no crescimento da atividade ambulatória onde se realizaram mais 859 cirurgias (+12,9%). Por contrapartida verificou neste período uma redução da atividade programada convencional em 347 cirurgias (-12,1%). A atividade cirúrgica adicional representou, nos primeiros nove meses do ano, 45% da atividade cirúrgica programada, ou seja mais 7,2% face a igual período em 2022.

Relativamente às consultas externas verificou-se, face ao período homólogo, um aumento de 4,7% nas consultas médicas realizadas, ou seja, mais 11.535 consultas num total de 254.889.

De destacar, neste âmbito, a resposta aos pedidos de primeira consulta médica oriundos dos Cuidados de Saúde Primários que apresenta uma variação positiva de 13,2%, face ao período Janeiro-Setembro de 2022, com mais 3.422 consultas, num total de 29.408.

Registou-se ainda um acréscimo de 39.6% nas consultas não médicas, com mais 15.116 num total de 53.272 consultas.

O incremento da atividade de consulta, em termos homólogos, assume maior expressão no Departamento Médico com mais 4.331consultas (+4,5%), com especial destaque para a atividade no Hospital Terras do Infante, em Lagos, onde se efetuaram mais 1.725 consultas (+ 116,1%).

Não obstante o crescimento da atividade assistencial generalizado do CHUA, tem-se verificado um aumento da procura, o qual tem resultado num crescimento das listas de espera para consulta e para cirurgia.

Outra das áreas com destaque na performance assistencial do CHUA é o Hospital de Dia que realizou no acumulado destes primeiros nove meses de 2023, 45.235 sessões, o que representa um acréscimo de 4,4% em relação ao período homólogo em 2022.

No que se refere aos Meios Complementares de Diagnóstico efetuados internamente regista-se uma ligeira descida de 2,5% em relação a igual período de 2022, com a realização de 3.858.357 exames nos primeiros nove meses deste ano.

Quanto ao atendimento nos vários Serviços de Urgência do CHUA, realizaram-se, até final de setembro deste ano, 285.420 atendimentos, ou seja, mais 1.894 episódios de urgência, o que representa um aumento de 0,7% relativamente ao período homólogo.

A média diária de atendimentos em urgência foi, no período em análise, de 1.046, mais 7 atendimentos/dia do que em igual período de 2022. De referir que o referido comportamento assenta no incremento verificado ao nível da atividade assistencial urgente nos Serviços de Urgência Básica do CHUA, com um aumento de 6.5%.

No acumulado destes primeiros nove meses de 2023 a atividade assistencial de internamento foi 7,1% mais elevada do que em igual período de 2022, tendo-se registado mais 1.701 doentes saídos. A demora média no internamento de doentes agudos situa-se agora nos 10 dias, com uma taxa de ocupação de 94,5%.

A performance assistência do CHUA é muito positiva pelo que o Conselho de Administração congratula, uma vez mais, todos os profissionais do CHUA que diariamente contribuem para melhorar o acesso e a prestação de cuidados diferenciados aos nossos utentes.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos