(Z1) 2020 - CM de Vila do Bispo - Um concelho a descobrir
(Z4) 2024 - CM Lagos - Programa Vacinação Infantil

Secretária de Estado das Pescas apresentou novo projecto de aquacultura em Vila Real de Santo António

Secretária de Estado das Pescas apresentou novo projecto de aquacultura em Vila Real de Santo António

Investimento ascende aos 2 milhões de euros e prevê produção anual de 8.000 toneladas de peixe por ano

A Secretária de Estado das Pescas, Teresa Coelho, esteve presente, em Vila Real de Santo António, numa sessão de esclarecimento, realizada no Centro Cultural António Aleixo, que teve como objetivo apresentar o novo projeto de aquacultura do grupo Mariculture Systems, que ficará localizado a 10 milhas do porto de VRSA, numa zona previamente identificada no Plano de Situação do Ordenamento do Espaço Marítimo (PSOEM).

O investimento total ascende aos 2 milhões de euros e prevê uma produção anual de 8.000 toneladas por ano de dourada e robalo, baseada numa estrutura com cerca de 40 hectares. O pedido de Título de Atividade Aquícola já foi solicitado à Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM).

O projeto, que será agora submetido a Estudo de Impacte Ambiental, terá como suporte de operações uma plataforma flutuante, posicionada a 15 metros acima do nível do mar, com um tamanho de 55m x 55m. Ao seu redor, terá 4 áreas com jaulas que chegam até aos 30 metros de profundidade.

A apresentação, realizada na passada semana, contou também com a presença da subdiretora geral da Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM), Isabel Ventura, do presidente da Câmara Municipal de VRSA, Álvaro Araújo, e do presidente do Conselho de Administração da Docapesca – Portos e Lotas, S.A., Sérgio Faias.

O objetivo da sessão, de acordo com a Secretária de Estado das Pescas, foi «dar a conhecer o projeto à comunidade local, regional, entidades públicas, associações setoriais e organizações de produtores», assim como os benefícios que o mesmo trará para a região, sem esquecer «a preocupação com a pesca e com os pescadores».

Para o presidente da Câmara Municipal de VRSA, Álvaro Araújo, «a estrutura representa um investimento importante que permitirá diversificar a atividade económica do concelho», salvaguardando que «será importante garantir que não vai impactar no território, nem na atividade pesqueira tradicional».

Peter Beringer, gerente da empresa investidora, garantiu que a Mariculture Systems pretende «criar uma relação mutuamente vantajosa para a comunidade piscatória, a comunidade empresarial, as entidades públicas e a sociedade. Faremos o possível para contribuir para o crescimento económico e o desenvolvimento sustentado de Vila Real de Santo António», afirmou.

  • PARTILHAR   

Outros Artigos